Entrevistas

Entrevista de JB para Nylon – Novembro 2015

10455357_429682093884173_2120450743485254998_n

N: Você mencionou uma vez que costumava ser rebelde
JB: Desde antes de ser trainee, eu gostava de dançar. Eu queria ser B-boy. E com o conselho de pessoas ao meu redor, eu fiz a audição, sem muita expectativa, eu consegui passar, por sorte, fiquei no primeiro lugar. Eu vivia praticando direto e ao invés de estar agradecido por isso, eu era teimoso em não querer ser do tipo que dança e faz performance de cantor. Eu também faltei muito nas aulas de vocal (risos). E então, comecei a ouvir uma música e de repente quis me tornar bom em cantar, porém, eu olhei para mim mesmo e percebi que faltava crescer em muitas áreas. Desde então, eu parei de dançar e foquei somente em praticar meu canto.

N: E que música era essa?
JB: Era a música do D’Angelo, “Brown Sugar”. Era o tipo de música que realmente me chamava atenção e me fazia querer ser aquele tipo bom de cantor (Se referindo a D’Angelo), algo que eu pensava ser impossível no início. Eu queria ter aquela voz que “grudasse” e fosse sedutora como a dele.

N: Então é por causa disso que você se tornou menos rebelde?
JB: Minha personalidade não é do tipo que não ouve a opinião ou pensamento dos outros. Mas se tem algo que eu quero, sou do tipo que se torna teimoso para conseguir. Agora, eu tenho realmente parado com essa de “fazer apenas o que eu quero fazer”. Quando eu estava no ensino médio, eu era realmente muito irresponsável, e mesmo que eu ainda não tenha amadurecido totalmente depois dos vinte e ter me tornado um adulto (no contexto da lei), eu ainda sinto fortemente que preciso me tornar mais responsável. Então, tento ser mais cuidadoso com minhas palavras e atitudes. Na nossa companhia (JYPE), as vezes as opiniões se colidem, não dizendo que eu não faça parte disso, mas eu tento mostrar minha opinião de maneira mais delicada possível.

N: E você pegou a “febre de outono”? (Perguntando se ele foi afetado de alguma forma pela estação do outono)
JB: Eu costumava pensar que não era o tipo de pessoa que se afetava com as mudanças climáticas, mas então quando muda de verão para outono, e de outono para o inverno, eu sinto que fico sensível às quedas de temperatura do ar. Eu fico mais distraído e também pensando mais, porque é o tipo de clima que só vem durante uma vez ao ano, eu penso sobre as coisas que aconteceram no ano passado durante essa mesma época. Tem vezes que eu sinto um sentimento de saudade, ou as vezes eu vou refletir. Não é porque é outono que quer dizer que eu me sinta só.

N: Então você é do tipo que come bem? (No caso, a fome não é afetada no outono). Você é do tipo que gosta de ler?
JB: Não é por que é outono agora, mas eu gosto dos dois (comer e ler). Eu gosto de comida coreana e vou sempre atrás de restaurantes coreanos. E sobre livros… eu gosto de romances policiais e livros de desenvolvimento próprio/livros que me inspirem a crescer. Acho estes profundos.

N: Então você acha que os livros de desenvolvimento próprio/livros inspiracionais realmente ajudam?
JB: Honestamente, eu não acho que eles ajudam muito (risos). Mas mesmo que você não se torne notável/famoso depois de lê-los, depois que eu os leio isso se torna como um gatilho para eu olhar para trás e ver o que eu tenho feito.

Trad. Ing: @yerines_
Trad. PT-BR: Elo GOT7 Brasil
Não reproduza sem os devidos créditos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s