Entrevistas

GOT To Be You: Uma Entrevista Exclusiva Com Bambam

interview-talk-bambam-banner.jpg

A calmaria antes da tempestade.

Eu pensei na expressão “A calmaria antes da tempestade” enquanto falava sobre a entrevista com um jovem tailandês que vive como cantor na Coreia. Do lado de fora dessa sala branca e silenciosa, onde o som da nossa respiração quase pode ser ouvida, um grande número de fãs estão esperando pela aparição do membro do GOT7, BamBam – Kunpimook Bhuwakul, para o Cola BamBam One Man Show. A atmosfera de felicidade, antecipação, e contentamento transborda e se misturam em frente ao palco. A corrente de amor foi se formando com horas de antecedência e vai se tornar muito mais alta quando o ídolo chegar.

Quanto a mim, eu estou na sala verde com poucas perguntas, poucos minutos para ter uma conversa exclusiva com ele, e a ansiedade toma conta de mim como se eu estivesse prestes a fazer uma prova.

Quando um impetuoso rapaz de cabelos vermelhos se sentou e me lançou um sorriso, ficou claro para mim.

Ali. Lá vem a tempestade.

interview-talk-bambam-5.jpg

APRENDENDO O QUE É A VIDA REAL.

O gráfico da vida de Bambam é diferente do que estamos acostumados. Enquanto outros estão no ginásio, Kunpimook , com seus 13 anos, deixou a Tailândia para ser um trainee na Coreia. Ele aprendeu idiomas, canto, dança e praticou suas habilidades de vida fora da sala de aula até ele debutar como um dos sete membros do GOT7 em 2014. Há um preço que se paga por começar a trabalhar com pouca idade. A infância é substituída por status, fama e fortuna, algo que muitos sonham.

“Existem (algumas) coisas das quais eu me arrependo e (algumas) coisas das quais eu penso que foi melhor dessa forma. O que eu me arrependo é de não ter vivido a infância. Eu não tenho amigos próximos na Tailândia. Esse período de tempo onde se faz amigos na escolar e depois ingressamos na universidade juntos foi quando eu estava em treinamento na Coreia. Contudo, foi bom começar a trabalhar quando ainda novo. Você ainda pode mudar se aquilo não for o ideal para você. Talvez tenha um pouco de desperdício, mas se tem muito tempo para tomar decisões.”

“A melhor coisa que me aconteceu após debutar foi fazer com que minha família viva melhor. Antes de debutar, minha casa era bem pequena. O telhado de zinco vazava sempre que chovia. Ser capaz de mudar o ambiente em que vivi e a casa é a melhor coisa.”

Bambam completou 20 anos neste ano e está entrando na fase adulta de acordo com o sistema internacional de idade. Ao mesmo tempo, a popularidade de GOT7 está constantemente crescendo. Suas músicas ganharam o primeiro lugar e eles receberam muitos prêmios de fim de ano. Com isso, o grupo recentemente voltou de uma tour por quatro regiões sendo Nakhon Ratchasima, Chiangmai, Bangkok, and Phuket. Eles são o primeiro grupo coreano a se apresentar pela Tailândia. O único membro tailandês trabalha com mais frequência no seu país natal e, às vezes, tem atividades solo como desta vez. Desde o dia em que debutou até hoje, é evidente que o rapaz cresceu física e mentalmente.

“Eu não tenho certeza se já sou um adulto ou não. Mas é certo que eu amadureci. Eu estou começando a aprender o que é a vida real. Penso que pude aprender antes dos outros com a mesma idade. A maioria estaria iniciando o segundo ano na universidade e não estaria lidando com a verdadeira sociedade ainda. Eu não tenho uma vida social na escola, mas eu tenho a possibilidade de conhecer muitas pessoas. Eu consigo aprender a me preparar para o futuro, o que fazer para me levar de onde estou agora até onde quero estar.”

interview-talk-bambam-2

interview-talk-bambam-4

APRENDENDO FORA DO LIVRO

Cantar, fazer rap, dançar, coreano e inglês – isso pode estar nas salas de prática da JYP, mas experiência de trabalho não pode ser ensinada. A vida sob os holofotes ensina ao Kunpimook a crescer extraordinariamente.

“Posso não ter aprendido pelos livros, mas eu aprendi muito fora deles – seja convivendo com as pessoas ou conduzindo a mim mesmo. Eu posso ser jovem, mas eu não passo o tempo vivendo minha vida como um jovem. Comecei a aprender como me comportar em inúmeras situações; o que fazer quando encontro um superior – quais são minhas responsabilidades e o no que eu preciso ser cuidadoso; quando preciso ter um tempo sozinho; como preciso passar meu tempo livre.”

“Esse tipo de indústria é altamente competitiva, não é fácil sobreviver nela. Quando eu era mais novo, eu apenas fazia o que me pediam. Agora, se eu tenho uma ideia diferente, eu vou tentar fazer aquilo que acredito. Algumas vezes funciona, outras não. Porém, quando aprendo com a vida, começo a ser capaz de ler o jogo e saber como jogar. Digamos que tenha um cronograma para um programa, alguém que não tem noção, não estará preparado e não saberá sobre o que é o programa, nem como se preparar. Não saberá o que dizer, e o que o público quer deles. Eu não sou um profissional 100%, mas eu comecei a entender o que a maioria quer de mim, o que querem que eu diga, o que eles tem curiosidade no que se refere a mim. Então, eu direi aquilo que eles querem ouvir, mais do que gostariam que eu dissesse.

Portanto, quanto da verdade tem naquilo que vemos? – Eu imagino. Se as atitudes de um ídolo nas telas ou nos palcos são parte de um roteiro, no momento em que as expectativas das Ahgases e fãs forem grandes, a identidade de Kunpimook desaparecerá?

“Não, eu não estou fingindo ou mentindo. Se eu tenho algo que elas queiram saber, eu conto. Se não há nada, eu digo que não há nada. Não há pressão. Se as pessoas passarem a ver como eu sou, começarem a ver quem realmente sou, então vou dizer a verdade e não apenas aquilo que querem ouvir.

interview-talk-bambam-3

interview-talk-bambam-1

ÍDOLO VS. PESSOA COMUM

Muitos anos de trabalho permitiram que Bambam enxergasse seu objetivo. O jovem homem sabe que quer continuar nesse caminho, mas ídolos e celebridades são de carne e sangue como qualquer outra pessoa. Bambam foi sincero ao dizer que há dias em que ele deseja ser apenas um adolescente.

“Algumas vezes eu quero acabar com tudo e voltar a ser uma pessoa comum. Há dias em que eu penso que se eu fosse uma pessoa comum, eu não teria que passar por tais coisas. É muito difícil explicar meu sonho e colocá-lo na prática de forma simples; eu quero ser uma inspiração para as pessoas. Muitos dizem que querem ser como Bambam hyung/oppa. então eu quero ser um ícone. Não apenas para as crianças que querem trabalhar nessa indústria, mas por trabalhar aqui, eu tenho que sacrificar muitas coisas, sacrificar minha liberdade em troca de fazer o que gosto, sacrificar minha infância. Então eu quero ser uma inspiração em termos de trabalho, e sobre ser paciente/perseverante. Mas eu não me coloco como uma super estrela, ainda sou eu. Eu fico louco no palco, e quando volto para casa, eu vou ao mercado local. (risos)”

Os olhos do cantor profissional estão vívidos e cheios de sinceridade. Em poucos minutos, Bambam do GOT7 vai sair e espalhar alegria para aqueles que o amam. O garoto de cabelos vermelhos fez contato visual comigo antes de claramente dizer:

interview-talk-bambam-6.jpg

“Eu quero que as pessoas gostem do verdadeiro eu. Elas não precisam me ver como nada, apenas como Bambam é suficiente. Se não gostarem, tudo bem. É melhor do que precisar fingir para que as pessoas gostem de você. Eu não gosto desse tipo de coisa, sou uma pessoa tranquila e não sou dramático. Não sou bom em expressar tristeza. Se alguém me dissesse ‘Bambam, chore’, eu não conseguiria fazer nem uma gota cair, eu não consigo chorar, precisa ser algo muito triste para me fazer chorar.”

O som das fãs que esperam Bambam pode ser ouvido do lado de fora da sala. Nossa conversa terminou com um sorriso de Kunpimook. Ele se levantou, preparando-se para ficar responsável por abraçar a afeição das pessoas como um profissional faria. Mantive a curiosidade sobre quando o Bambam havia perdido suas lágrimas assim que saí – passando por centenas de pessoas aguardando por ele com felicidade e esperança.

É hora da tempestade explodir.

interview-talk-bambam-10.jpg

 

Fonte: Ahgawings
Tradução:
Defgirl
Revisão: Jacke
Não reproduzir sem os devidos créditos!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s