Entrevistas

Glass Exclusive – Muito bem-vindo, Jackson Wang!

Muito bem-vindo, Jackson Wang! Ele é a maior estrela pop que você não tinha ouvido falar – até agora.

Jackson Wang está pronto para uma soneca.

“Talvez depois desta entrevista, eu possa relaxar por duas ou três horas”, diz ele, entre mordidas de Kimbap, um prato tradicional coreano. “Eu não durmo há três dias.”

Tem sido um período de muito trabalho para o cantor e rapper nascido em Hong Kong, e só ficará mais ocupado. Com apenas 24 anos ele já acumulou uma legião de fãs e conquistou fama na Ásia como um dos membros do grupo K-pop GOT7, e como uma estrela de televisão na Coreia e na China. Seus dez milhões de seguidores no Instagram são obcecados por todos os seus movimentos, enquanto inúmeros blogs cobrem tudo, desde o seu estilo, saúde e até mudanças de penteados.

Jackson-Wang-Issue-33-1

Wang é um ex-esgrimista profissional que estava treinando para as Olimpíadas de 2012 em Londres; mas seus planos de carreira tomaram um rumo completamente diferente dois anos antes dos Jogos, quando ele foi abordado pela popular empresa coreana que gerencia talentos JYP Entertainment para fazer parte de um novo grupo. JYP, que tinha uma história de produção de artistas asiáticos de sucesso, incluindo The Wonder Girls e Rain, acabou contratando Wang para seu novo grupo pop de sete membros, o GOT7. Para uma criança, cuja vida inteira tinha sido toda atlética até então, a ideia de seguir com atividades artísticas não foi uma decisão fácil de tomar.

“Meu pai é treinador de esgrima e minha mãe é treinadora de ginástica, e eu cresci em uma família de esportes”, explica Wang. “Mas no final do dia, eu apenas disse a mim mesmo: ‘Por que não tentar? Eu não tenho nada a perder.'”

Essa lógica de seguir o fluxo serviu bem para Wang nos últimos anos, quando ele construiu uma carreira musical bem-sucedida com o GOT7, ao mesmo tempo em que estabeleceu um nome para si, com aparições em programas de variedades, competições e reality shows coreanos. Mas é sua determinação e natureza competitiva que irão defini-lo bem enquanto se prepara para seu próximo capítulo – Promover-se por conta própria.

Os últimos anos foram gentis com os artistas coreanos que tentaram sair do país de origem.
Embora o sucesso de Gangnam Style de Psy possa ter sido considerado uma
novidade, o surgimento de astros do K-Pop como CL e BTS nos Estados Unidos deram aos artistas asiáticos um novo território para buscar e uma crença
recém-descoberta de que eles também podem entrar no mercado internacional.

Com Wang, um avanço internacional parece quase predestinado.

Jackson-Wang-Picture-1

Nascido de pais chineses, Wang cresceu falando cantonês, xangainês (a família de sua mãe é de Xangai), mandarim e inglês, como resultado de ter frequentado a American International School, em Hong Kong.

Quando ele se mudou para Seul para se juntar ao GOT7, Wang não falava coreano, mas rapidamente pegou o jeito, de tanto passar tempo com os outros seis meninos (embora um dos membros seja tailandês e outro seja taiwanês-americano, o grupo se apresenta quase inteiramente em coreano).

“Os outros membros do Got7 me ajudaram muito a aprender a língua e minha habilidade em coreano melhorou muito enquanto eu estava no reality show”, explica Wang.

Desde seu debut em 2014, o GOT7 alcançou enorme sucesso na Ásia, com turnês esgotadas e três álbuns no topo das paradas, sem mencionar a reação frenética de ser uma celebridade certificada na Coreia. “Foi difícil”, admite Wang, “e estressante”. A vida de trainee é muito complicada, embora tenha sido muito fácil ser aprovado como trainee [para o grupo].

Ele faz uma pausa, como se pensasse no que queria dizer. Artistas de K-pop são reservados em entrevistas, com empresários e publicitários forçando delicadeza e bons modos como um critério de fachada.

Embora Wang estivesse sozinho nesta ocasião, ele não queria se deparar com ingratidão ou desafio. Ainda assim, ele revela isso: “Toda semana tinha um teste e nós tínhamos que passar no teste, passar no teste, passar no teste. E se não passasse, tinha que sair. Foi mais difícil do que ser um atleta.”

“Na indústria do entretenimento, são 365 dias, 24/7, você trabalha todos os dias, a cada momento”, diz ele. “Pelo menos nos esportes”, ele explica “você descansa; depois de competições ou de uma temporada, você pode descansar. ”

Jackson-Wang-1

De certo modo, o esporte ensinou muito a Wang sobre perseverança, e também o preparou para seus novos projetos, ou seja, um álbum solo que ele espera lançar antes do final do ano. Quando era atleta de esgrima, Wang ouvia rap e hip-hop para se empolgar antes de uma luta, e ele diz que essas influências são evidentes em sua nova música. “É baseado no hip-hop com toques de R&B”, diz ele, citando pessoas como Kendrick Lamar, Gucci Mane e Logic como inspiração; e seu ídolo ultimate – Michael Jackson.

Embora ele ainda seja parte integrante do GOT7 – o grupo está lançando novas músicas nesta primavera – Wang está ansioso para explorar seu próprio som, em seus próprios termos.

“No GOT7”, explica ele, “o estilo da nossa música é uma combinação de opiniões de sete pessoas. Se somos um arco-íris, sou apenas uma das cores.”

“Mas minha música é somente eu”, continua ele. “É exatamente o que eu quero fazer e é realmente minha própria cor.”

“Eu acho que fazer músicas melhores, assim como performances, será a melhor maneira de retribuir meus fãs por todo seu apoio e amor. Então, farei o meu melhor para compor e praticar. Estou muito animado para conhecer todos os fãs ao redor do mundo durante a turnê mundial do GOT7 e minhas atividades solo este ano. Estou ansioso por isso!

O primeiro single de Wang, Papillon, foi lançado no último outono, e a faixa inspirada no estilo trap chegou ao Worldstar, um blog de hip-hop influente. Wang foi um dos primeiros rappers chineses a aparecer no site, e os comentaristas foram surpreendentemente receptivos ao seu som. Um segundo single, Okay, sino-coreano, chamou a atenção da revista “Billboard Magazine”, que destacou o MV que o acompanhava.

Recentemente, Wang construiu um estúdio em sua casa em Seul e está morando com seu produtor, enquanto tentam terminar seu álbum, entre aparições e compromissos com o GOT7. Ele começou a fazer suas próprias batidas, enquanto também escrevia seu próprio material (a maioria das músicas do grupo foi escrita para eles). Além de rap e hip-hop, Wang também está ouvindo muitos DJs eletrônicos e dance music atualmente, citando pessoas como Knife Party, Krewella e Tom Size, como favoritos.

Jackson-Wang-Photos

Fora da música, Wang também está explorando papéis de atuação. Embora ele tenha feito aparições em programas na Coreia e na China, Wang diz que sua equipe está colocando as antenas em Hollywood. Enquanto ele costumava ser typecast** para comédias românticas e dramas adolescentes, Wang diz que ir sozinho ajudou a mudar a percepção dele na indústria.

Nota:  Typecast – sempre dar a um ator o mesmo tipo de personagem para atuar, geralmente porque ele ou ela é fisicamente adequado para aquele tipo de papel.

Ele tem muito a fazer – e entrar no mercado internacional será um desafio – mas se existe alguém que consegue lidar com isso, esse é o cara que cresceu enfrentando oponentes com uma arma de um metro e oitenta em uma faixa de dois metros de largura.

“A esgrima me ajudou muito na minha vida”, diz Wang. “Isso me ensinou a me concentrar e me fez determinado a ter sucesso”. “Quando me dedico a algo”, diz ele, “vou até o fim, eu não desisto.”

 

 

Fonte: Glass
Tradução: Jacke

Revisão: E. Caroline
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s