Entrevistas

AME-ME MAIS – Nylon Dezembro de 2018 – GOT7 Mark

eaed58dda0d54ca5b6e9d4fd1ec53774.jpg

Mark entrou no estúdio sem fazer nenhum barulho. A equipe que naturalmente se juntaria com alguém popular estava desaparecida. Embora ele seja quieto, Mark é o tipo que se destaca, não importa onde esteja. Eu pensei “então é assim que alguém com aura de celebridade se parece”. Com seu corpo esbelto, parecia um sonho se aproximando de mim.

Mark era um jovem estudante que achava que brincar com os amigos era a coisa mais prazerosa. Ao invés de fazer planos definidos para a vida, ele pensou que fazer algo que gostava era a melhor e mais divertida coisa. O rapaz alegre, sem preocupações, mudou-se para a Coreia com a mentalidade “vamos experimentar”. Na Coreia, o garoto se transformou em um adulto e, embora ainda seja incerto a partir de agora, ele tem planos e metas. “Nos EUA, eu sempre fui comum. Então, achei que ser escolhido para a JYPE era uma boa oportunidade. Chegando à empresa, tem uma apresentação em forma de showcase em que os trainees performam. A sensação daquela época, eu gostei tanto que fiquei arrepiado.”

Ele disse que o Mark de hoje foi levado pelas emoções de então. Sempre que Mark ouve uma pergunta, como se tempo tivesse parado, ele ouve com atenção, em voz baixa, e diz “Um~” antes de começar a falar sobre os pensamentos que organizou. “Eu nunca cheguei a pensar no sucesso. Nós (GOT7) sempre pensamos que somos insuficientes, então sempre estamos, “vamos fazer mais”, “vamos tentar mais”. Com relação a metas, álbuns, popularidade, mesmo se nós considerarmos sobre eles, os critérios são sempre os fãs. Se os fãs não gostassem de nós, não conseguiríamos fazer a turnê mundial também.” Eu queria retomar a pergunta que fiz ao Mark maduro e sentimental sobre a definição global de sucesso, o Mark que parece ter uma visão filosófica do significado da vida. Para a vida dele e de seus membros, os fãs desempenham um enorme significado e papel e, por isso, estão sempre de olho nas reações dos fãs e seus olhos estão sempre voltados para eles. Sempre que as perguntas são sobre os fãs e metas, ele sempre diz que é uma pergunta difícil. “Você não diria que chegamos praticamente na metade de nossas metas? Além de querer que GOT7 siga muito bem, eu realmente não tenho outro grande desejo. Quero continuar como GOT7. Às vezes penso que quando alcançarmos tudo isso (como GOT7), se surge uma oportunidade, como seria permanecer como Mark?”

Nós não poderíamos deixar de falar sobre os membros do GOT7 viajando por 17 cidades do mundo e se apresentando em sua turnê mundial, já que conhecer os fãs é a maior bênção para eles. “Desde que fomos a alguns países pela primeira vez, definitivamente parecia uma turnê mundial. Para nós, não importa em que palco subimos, ou em que local estamos, é o mesmo. Mas já que as reações dos fãs diferem, pareceu tudo novo ao longo da turnê. As reações dos fãs diferem um pouco em cada país. Especialmente os fãs em Paris, foi além do esperado, é chocante. Sendo pessoas de um país que ama futebol, até mesmo seus aplausos eram intensos. Eles pisaram forte com  dois pés como se estivessem aplaudindo e até mesmo nós estávamos surpresos, ficamos maravilhados com aquilo. Assim como os fãs do nosso país cantam junto, os fãs que pisam forte em Paris têm suas características ”.

O dia de Mark e do GOT7 é preenchido principalmente por pensar em seus fãs. Seja em promoções na Coreia ou lançando um álbum, eles refletem sobre o que os fãs gostariam de ver e tomam decisões com base nisso. Já que eles são mais populares entre os fãs estrangeiros do que entre os fãs coreanos, eles têm uma forte consideração com os fãs coreanos, e com isso eles refletem sobre promoções e conceitos. Mesmo que as atividades individuais de cada membro aumentem, independentemente de como, elas querem atingir o grupo de maneira positiva. Mesmo se disséssemos que o tempo que Mark passa na Coreia é gasto principalmente com os fãs, não seria um exagero.

O papel de Mark é enorme na reunião de ideias dos membros e leva a uma decisão final. Seus apelidos, como “Firme Mark”, não são um exagero. “Sou do tipo que não hesita em tomar decisões. Como eu respondo “sim”, “não” imediatamente (nestas circunstâncias), os membros começaram a me chamar de Firme Mark. Eles disseram que concluo bem quando os membros dão opiniões, e que organizo as coisas bem. Eu realmente não sei. Só digo o que tem que ser dito.” Embora ele pareça quieto, como se pode ver em <Hard Carry  do GOT7>, ele se move continuamente ao ponto de ser difícil distinguir quem é quem. Mas, mesmo assim, Mark logo se muda para um lugar calmo e passa tempo lá. Aquele que diz que decidir sozinho, pensar sozinho e organizar seus pensamentos sozinho é mais confortável para ele, afirma que está começando a mostrar um pouco mais de si mesmo como ele pessoalmente faz músicas.

“Para o sentido de todo o álbum, começamos decidindo por uma palavra-chave (antes) da produção da música. Eu converso com o(s) compositor(es) e decido a direção que quero, pensando na história que quero contar na música que faço. Eu escrevi muito da minha história e experiências desta vez. É uma música que é capaz de me mostrar mais.” Faz cerca de um mês desde que eles concluíram as promoções de seu terceiro álbum, mas Mark e o GOT7 estiveram em turnê mundial e estão atualmente se preparando para o seu álbum japonês, assim como seu álbum repackage.  Mark, que passa seu tempo livre em jogos online de sobrevivência com seus amigos dos EUA, Mark, que gosta do Thor todo-poderoso que não parece se preocupar, Mark, que ainda assiste <101 Dálmatas> e <Toy Story>, não vacila longe das expectativas dos fãs e da visão de ser brilhante, gentil e bobão. “Eu no começo gostei muito do inverno. Não chove em Los Angeles, então quando nevou na Coreia, fiquei fascinado e realmente gostei, mas ultimamente tem sido um frio de outro mundo! É muito úmido e quente durante o verão também. Ah, mas ainda assim, outono não tem isso.” Tudo ou nada. Talvez porque a voz de Mark fosse firme, o outono lamentável que foi curto parece insignificante (agora).

 

 

 

Fonte: with Mark Tuan
Tradução: Jacke

Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s