Entrevistas

Jackson Wang, estrela do K-Pop e muso da Fendi, está se isolando no estúdio

Já como membro do supergrupo de K-pop GOT7, Jackson Wang impulsionou sua própria carreira solo de enorme sucesso. Agora, com 26 anos, Jackson conta à Vogue como ele está lidando com o isolamento e a preparação para o novo álbum.

A história de Jackson Wang parece perfeita para um filme biográfico de Hollywood. De fato, se o cantor, rapper, ídolo de K-pop, intérprete e muso de moda da Fendi com 26 anos continuar com sua atual trajetória, essa ideia de história de Hollywood pode se tornar realidade.

O Pai de Wang, Wang Ruiji, é medalhista de ouro nos Jogos Asiáticos, enquanto sua mãe, Sophia Chow, foi uma campeã mundial de ginástica. Nascido em Hong Kong e com o esporte em suas veias, Wang escolheu a esgrima. Sua habilidade com o sabre acabou lhe proporcionando uma bolsa de estudos na Universidade de Stanford. Ele recusou a bolsa, optando por se aventurar em Seul, Coreia do Sul, em 2011 para começar o treinamento para se tornar uma superestrela do K-pop.

Por um momento parecia um grande erro, com seus dois anos e meio como trainee na JYP Entertainment (junto também com grupos como o atual DAY6) constantemente em torno de eliminações que poderiam levá-lo para casa de volta. Mas no final, ele foi um das sete pessoas escolhidas para formar o GOT7, que se estabeleceu como um dos maiores grupos de K-pop com 12 álbuns número 1 nos gráficos do Gaon na Coreia e nas arenas de turnê mundial.

Mas Wang não está aqui para falar de K-pop. Ele está aqui para falar de sua crescente carreira solo, que é promovida por meio de sua própria empresa, Team Wang. Após o lançamento de vários singles na China, em 2019 principalmente com músicas em Inglês, ele lançou o álbum de estréia Mirrors (160 milhões de transmissões em todo o mundo e ainda contando), exibiu uma fusão do hip-hop, balada de R&B e, como sugerido pelo Fendiman de 2018, um amor por um luxo específico em uma marca italiana (Fendi). Em março de 2020, Wang lançou 100 ways, um pouco mais dançante, com um vídeo tipicamente espetacular envolvendo trajes medievais, muito gelo seco e algumas danças ferozes.

Assim como todo mundo, Wang ficou “preso” durante a pandemia do Covid-19. Mas, diferentemente de muitos de nós, ele ignorou o desejo de comer toda hora compulsivamente, ver coisas velhas ou ter crises existenciais. Em vez disso, o isolamento de Wang inclui criar mais música, ser filosófico e espalhar talvez o recurso mais necessário do mundo no momento: o amor. Conversamos com ele em sua casa em Seul sobre música, moda e superação de expectativas.

Como você tem passado seu isolamento?

“Todo dia estou no estúdio. Eu tô quase morando lá há duas semanas, apenas gravando música após música. Sou casado com o estúdio agora – o trabalho é minha esposa.”

Você aprendeu alguma coisa sobre você durante esse período?

“Aprendi que é importante fazer o que amamos todos os dias. E valorizar isso. Você nunca sabe o que pode acontecer amanhã, as coisas podem piorar. Faça o que você ama e vá atrás dos seus sonhos. Não se arrependa. Não hesite. A melhor coisa para eu fazer agora é continuar fazendo mais músicas e espero que isso traga alguma alegria para as pessoas durante esse período difícil. A música é uma língua internacional e é algo que pode conectar pessoas. ”

O que você acha da história sobre o relato de coronavírus? Você já teve alguma experiência negativa?

“Como você sabe, a mídia de cada país é diferente, então não tenho muito o que comentar sobre isso. Só espero que o mundo lute com isso juntos – todos neste planeta estão em uma corrida agora. ”

Você tem uma mensagem para seus fãs durante esse período difícil?

“Espero poder, pelo menos, dar-lhes um pouco de alegria e dar-lhes uma razão para sorrir através da minha nova música.”

Isso significa que você estará lançando novas músicas em breve?

“Estou me preparando para o meu próximo álbum, que será lançado este ano. Todo álbum eu descubro mais sobre mim, minhas verdadeiras cores e gosto na música. É uma parte da minha evolução. Eu sinto que o próximo álbum provavelmente será outra fase da minha vida. ”

O seu último single, 100 Ways, é o primeiro aperitivo do álbum?

“Oh, isso é um pequeno segredo.” 

OK… Então pode fazer parte do álbum, mas também pode não fazer?

“Sim.”

O vídeo de 100 Ways é incrível. Você está envolvido nesse lado das coisas?

“Deixe-me explicar todo o conceito: há muitos elementos na vida que não podemos controlar, tempo e amor são dois deles. A razão pela qual escolhi uma história de amor chinesa antiga como tema é porque, antes de tudo, sou chinês e adoro compartilhar minha cultura tanto quanto adoro aprender sobre outras culturas. Basicamente, no vídeo, sou esse guerreiro e volto à vida para encontrar meu verdadeiro amor e trazê-la de volta à vida para que eu possa dizer a ela que devemos ficar juntos para sempre. Optamos por estar juntos e retornar à vida após a morte depois de ter conquistado o tempo. Tivemos apenas dois ou três dias para criar tudo do zero, por isso foi muito desafiador. Mas no final, fizemos essa obra-prima. ”

Seu histórico de esgrima é útil quando se trata de coreografia e treinamento nas filmagens?

“A esgrima me ajudou durante toda a minha jornada em direção ao meu sonho. Os reflexos, a mentalidade, a visão e eu como atleta. Eu nunca deixei as coisas atrapalharem, ou do jeito da equipe Wang. Haverá muita negatividade ao longo da jornada, muitos obstáculos e pessoas tentando nos derrubar, mas nada é fácil. Enquanto eu permanecer focado em aprimorar minha visão, sinto que vamos conseguir. ”

100 Ways é um pouco mais dance-pop do que as músicas do Mirrors. Foi uma decisão consciente se afastar do som hip-hop daquela estréia?

“Não, é porque eu fiz muitas faixas de hip-hop e também fiz muitas coisas de R&B na China, mas como mencionei, toda vez que lanço algo novo, procuro evoluir. Estou no meio de tentar encontrar meu gosto ainda, e estou tentando encontrar meu verdadeiro eu. Eu não diria que estou lá ainda, mas estou definitivamente no caminho. ”

Minha música favorita no Mirrors é Bad Back, onde você menciona a Fendi, e obviamente você tem uma música de 2018 chamada Fendiman…

“Whoo! Espera! Não é todo mundo que menciona Bad Back, sinceramente. É sempre Titanic, ou Bullet To the Heart, ou I Love You 3000 e Dway! – é muito raro. Só não ouço muita gente falando sobre Nas Back. “

Bem, estou à frente da curva, claramente. Por que você ficou tão atraído pela Fendi em particular?

“Nós nos tornamos amigos pela Fendi China. Então nós conversamos. Parece que nossa visão é muito semelhante; estamos sempre tentando permanecer fiéis a nós mesmos e não seguir a tendência. Estilo pessoal é importante para mim. Realmente define o caráter de alguém e sua personalidade. “

Que mensagem você queria passar com Mirrors?

“São oito sentimentos diferentes em oito faixas diferentes. É tudo sobre amor. Pode nos deixar loucos, nos faz felizes, mexe com nossas emoções, mas é tão poderoso. Pode superar tudo. Eu sinto isso. É como mágica – você não pode parar com isso. As emoções são como um feitiço. Basicamente, devemos amar mais. ”

Você está mais confortável como cantor agora do que como rapper?

“Não, eu não diria isso. Eu sou um artista. Eu sou dançarino, cantor, rapper, você escolhe. Isso realmente não importa. Eu faço o que eu amo. Eu sinto que é importante quando faço música, ou quando faço qualquer coisa, tenho que amar. Se eu não amo, ninguém mais vai. Eu tenho que ter essa paixão.

Você quebrou tantos recordes para artistas chineses, principalmente nos EUA – você se vê como uma figura importante no cruzamento global da música chinesa?

“Eu diria que não. Eu não acho que sou esse ícone. Eu acho que não sou nada. Eu sou apenas um garoto chinês, asiático, apenas indo atrás do meu sonho. Estou apenas tentando fazer história para mim e meu povo.”

Então, o que está por vir para Jackson Wang?

“Neste ano, meu álbum completo será lançado.”

O que as pessoas podem esperar?

“Todos podem esperar Jackson Wang.”

O Wang completo?

“100 por cento.”

Fonte: Vogue
Tradução: Jacke
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Entrevistas

100 Ways de Jackson Wang é uma amostra de sua verdadeira cor fora do GOT7

got7-jackson-wang-interview
Photo: Image: 88Rising. Design: Cierra Miller/STYLECASTER.

Faz menos de um ano desde o lançamento do seu álbum solo de debut, Mirrors, mas Jackson está pronto para mais. Conhecido popularmente pelo integrante divertido e focado em um estilo fitness do GOT7, boyband de sete integrantes da JYP Entertainment, Wang está aqui para se reapresentar como um artista solo e ele tem ainda mais a dizer do que da primeira vez.

“O que eu lancei no passado é um processo de me encontrar,” diz Wang. “Só descobrindo quem é Jackson Wang e qual é meu símbolo. Eu já fiz muito rap e eu já fiz muito R&B. Eu comecei a me encontrar no meio disso. Sempre que lançamos algo, tenho mais certeza da minha originalidade.”

A cor de Wang nunca foi tão ilustrada como em seu novo single, 100 Ways, uma canção animada e eletrônica em que ele canta sobre um casal que foi separado pelo tempo. No videoclipe, que foi lançado com a música no dia 20 de Março, tem Wang como um guerreiro chinês que viaja pelo tempo para se reunir ao seu verdadeiro amor.

“Eu amo compartilhar minha cultura. É por isso que eu escolhi uma história de amor chinesa para expressar essa canção”, disse Wang, que nasceu em Hong Kong. “Esse personagem tinha um amor, mas não pode ficar com a pessoa que amava em sua primeira vida, então ele supera o tempo e volta para a encontrar e dizer para ela, ‘eu sou o único que você precisa’.”

Futuramente, Wang, que espera lançar seu segundo álbum mais para o final do ano, falou com a StyleCaster sobre a inspiração por trás de 100 Ways, como ele quase virou um esgrimista olímpico e como sua música solo difere das que ele faz com o GOT7: “Quando eu lanço algo com o grupo, é um arco-íris. Mas quando eu lanço algo sozinho, é apenas eu. Você tem Jackson Wang.”

Sobre como ele virou parte do GOT7

Eu era um esgrimista olímpico e eu estava me preparando para as Olimpíadas de Londres na época. Mas apareceu uma oportunidade para que eu virasse um cantor e eu não hesitei. Eu voei direto para a Coreia e persegui meu sonho. Na época, eu também tinha uma bolsa de atleta na Stanford University. Meus pais não queriam que eu fosse para a Coreia. Eles me diziam, “Você está em uma boa posição. Muitas pessoas sonham em ter uma bolsa de atleta para a Stanford e ir para as Olimpíadas. Por que você quer desistir?” Mas eu pensei, “Por que não? Eu só quero fazer o que eu amo na minha vida. Nós só vivemos uma vez.” É brega dizer isso, mas é um fato.

Sobre a inspiração por trás de 100 Ways

O que eu estou tentando expressar em 100 Ways é que existem vários elementos que não podemos controlar na vida. O tempo e o amor são duas delas. Através do videoclipe, eu posso controlar ambos. Além disso, a coreografia representa a tensão e a energia. No final, nós nos escolhemos. Nós estamos felizes em poder voltar para a pós-vida juntos, tendo conquistado o tempo e encontrado o amor.

Sobre o motivo pelo qual ele escolheu não fazer rap para a canção

Eu já fiz muito R&B e muito rap. Eu comecei a encontrar no meio desses dois a minha própria cor. Não é como se eu tivesse decidido não fazer mais rap. É só que eu sinto que essa é a minha cor agora. Quanto mais eu lançar e a cada música que eu lanço, eu começo a sentir que eu sou ainda mais eu mesmo.

Sobre como sua música solo é diferente do GOT7

Quando eu lanço algo com o grupo, é um arco-íris. Contém várias cores diferentes, elementos diferentes, sons diferentes, ideias diferentes. Mas quando eu lanço algo sozinho, você tem apenas eu. Você tem Jackson Wang. É a minha verdadeira cor. Com o grupo, é um sétimo de mim. Ainda é a minha cor, mas sou apenas um sétimo daquela cor. Completamente sozinho, você tem 100 porcento de mim.

Sobre o que os fãs podem esperar de seu segundo álbum

Eu serei algo que eles nunca viram e que ninguém está fazendo. Eu te prometo, ninguém está fazendo isso.

Fonte: StyleCaster
Trad.: Gabi

Não Reproduzir sem os créditos!

Entrevistas, Videos

Jackson Wang compartilha como o novo single 100 Ways mistura a cultura chinesa e ocidental, progresso no novo álbum

jackson-wang-feb-2019-billboard-1548-1024x677A estrela nascida de Hong Kong também compartilha uma mensagem em meio a um ano difícil: “Eu só desejo que em 2020 todos fiquem fortes e saudáveis. ”

Depois de promover seu impacto como uma estrela solo quando Mirros atingiu o Top 40 da Billboard 200 no último ano, Jackson Wang está se preparando para compartilhar mais de si mesmo – e sua cultura — com sua nova música.

O cantor-produtor e membro do GOT7 lançou hoje um novo single 100 Ways, no dia 20 de março como um chute oficial para seu segundo álbum que está por vir. Enquanto Mirros soou como uma jornada de autoconhecimento com uma tracklist que demonstrou novos lados de Jackson como um artista, 100 Ways tem um propósito multidimensional. Com uma produção eletrônica latejante para entregar uma lisa fatia dos dias modernos, pulsando um single pop, 100 Ways também vem acompanhada com um visual que presta homenagem a cultura antiga da China – com ambos os elementos igualmente importantes na visão geral do Jackson.

De acordo com a estrela, esse contraste na abordagem é o pronto crucial de onde ele vê a si mesmo como um artista evoluindo. “Eu só quero que as pessoas saibam da cultura real em nosso mundo, ” ele conta a Billboard em uma primeira olhada em seu novo single e música. “Eu estou definitivamente tentando fazer uma mistura… compartilhando com a audiência ocidental como minha vida é deste lado do planeta. ”

100 Ways foi coescrita por Jackson e produzida pelo Lostboy (com quem também trabalhou com os gostos de Anne-Marie e Zedd) e marca o início de seu primeiro lançamento como parte do 88rising, a marca da gravadora e coletivo de mídia internacional também representa NIKI, Joji, Rich Brian e mais.

Assista ao novo vídeo de música a baixo e leia para mais 100 Ways, o que está vindo a seguir para Jackson e sua positividade em meio as preocupações com o coronavírus.

Billboard: Por que foi 100 Ways o jeito certo de apresentar seu próximo projeto?

Jackson Wang: O quanto que eu amo aprender sobre outras culturas, eu amo dividir minha própria cultura. Eu sempre digo “Eu sou o Jackson Wang da China” e eu apenas quero que as pessoas conheçam a cultura real em nosso mundo. E é por isso que eu escolhi expressar todo este conceito em uma história de amor da China antiga. Eu sou este personagem que tem este amor, mas não fui capaz de ficar com minha amada em minha primeira vida. Ele supera tempo e vida para encontrá-la e dize-la as letras, “Eu sou quem você precisa, ” o quanto ela importa para ele e ele precisa ver se ela se sente do mesmo jeito.

É realmente interessante como é música é tão moderna, mas você está apresentando isso com esse conceito histórico.

Eu estou definitivamente tentando fazer uma mistura. Todas as coisas que eu fiz no passado até agora foram rap e R&B gêneros-estilos, e todas as vezes que eu lanço algo é como uma evolução e um passo mais perto de encontrar minha verdadeira cor como o artista Jackson Wang. Mesmo como uma pessoa, eu estou aprendendo mais e mais sobre eu mesmo. Eu sinto que minha cor é realmente essa mistura: compartilhar como minha vida neste lado do planeta é com a audiência ocidental. A mistura que eu tenho, tentando conectar os pontos e no meio daqueles dois lados, é isso que eu realmente gosto. Essa é a coisa que eu realmente estou atrás.

100 Ways significa que um novo álbum está a caminho?

Quando se trata do meu álbum, eu diria que é provável que venha em algum momento neste ano e eu estou muito animado. Vai ser um álbum completo. Eu estou começando no estúdio agora, mas no momento nós apenas estivemos nos preparando para isso e trabalhando em 100 Ways.

Agora você está oficialmente assinado com a família 88rising. Como a visão deles combina com o que você está fazendo com o Team Wang e seus outros projetos?

Todos nós somos família. Todos somos asiáticos, nós temos os mesmos objetivos, também, mostrar a uma audiência ocidental como estamos fazendo as coisas aqui na Ásia de um jeito diferente e produzindo obras primas. Nós também estamos tentando falar da nossa cultura, e tentando compartilhar nossa cultura com o Oeste.

O que mais está vindo este ano?

Tem havido vários momentos infortúnios em 2020 até agora e há muitas dificuldades que nós estamos enfrentando no momento. Eu só gostaria que em 2020 todo mundo ficasse forte e saudável – especialmente agora, por favor lavem suas mãos, usem uma máscara, não vá em lugares cheios. Mas quando se trata de mim como um melhor artista ou uma pessoa melhor, eu quero lançar minha música apenas para espalhar alegria neste momento difícil; apenas para ter algo para se sorrir, mesmo que seja apenas por uma vez que escute.

Estes dias você está ambos na China e na Coreia, quais tem sido suas preocupações durante o coronavírus?

Eu estava na China em janeiro e agora estou na Coreia por dois ou três meses. Mas eu diria, na China especialmente, nós estamos fazendo – como cidadão – tudo para manter isso sobre controle, todos tem sido muito cuidadosos. Usando máscaras, lavando suas mãos, tudo está indo bem e está ficando sob controle.

Você falou da sua jornada para uma melhor saúde mental e física, como você tem se sentido estes dias?

Tirando o vírus – o qual é muito sério e nós temos que ficar em casa – mas ao mesmo momento eu sinto que na vida, no geral, todo mundo tem que fazer o que ama todos os dias. Muitas pessoas podem estar trabalhando por um grande salário ou para outros elementos, mas, por mim, eu sinto que você tem que fazer algo que realmente ama e gosta todos os dias. Porque a visão é diferente, o sentimento é diferente. Quando você faz coisas que ama todos os dias, você não vai ficar exausto ou cansado, você vai querer que seja perfeito e você irá querer ir cada vez mais além. É um sentimento diferente porque você está indo atrás de aproveitar o que está trazendo para si para o resto da sua vida. Eu apenas espero que as pessoas vão atrás de seus sonhos – se arrisquem, acreditem em si mesma, e vão atrás de seus sonhos.

E me desculpe continuar falando disso, mas no final do dia, todos nós estamos vivendo juntos e eu apenas sinto que deveria ser mais amor do que ódio. Não há tempo a perder no ódio. Vamos amar mais e compartilhar mais.

Fonte: Billboard
Trad.: JFlawless

Não compartilhar sem os devidos créditos!

Entrevistas

EXCLUSIVO – Jackson Wang Está Ficando Pessoal Com Sua Música Solo De Um Jeito Grande

Jackson Wang está ocupado galera. Ele passa metade do ano na Coreia como parte do grupo de K-Pop, GOT7, e a outra metade na China (seu país natal) trabalhando na sua música solo. A rotina do Wang tem sido assim nos últimos anos, entretanto, isso pode ser cansativo, tentar encaixar o equivalente de dois anos de agenda em um, vale tudo a pena para o Wang. Ele não tem planos de parar tão cedo. Na verdade, antes do GOT7 fazer seu próximo comeback, Wang irá lançar seu primeiro álbum solo, Mirrors, no final de outubro, e vai revelar um novo lado dele o qual vocês ainda não foram introduzidos. A música solo do Jackson Wang vem se tornando pessoal e as emoções do single do álbum Bullet To The Heart são apenas o começo.

Quando Wang lançou Bullet To The Heart no dia 24 de setembro os fãs logo assumiram que a letra era uma música sobre romance e coração partido, mas Wang estava mirando em algo mais profundo que isso.

Bullet To The Heart pode parecer uma música de amor se basearmos nas letras, mas a mensagem que quero trazer através da música é na verdade sobre a vida no geral,” ele explicou ao Elite Daily. “Problemas nunca irão acabar, só vão continuar aparecendo a cada capítulo das nossas vidas, nós sempre iremos enfrentar diferentes obstáculos. É como um demônio. Vai continuar vindo até você te fazendo ter momentos difíceis e te torturando.”

O duplo significado do seu single principal visto no clipe do Wang. Wang não usa adereços, sets iluminados ou coreografia intensa como os estão acostumados em ordem de contar sua história, em vez disso, no vídeo ele foca inteiramente em dois assuntos: Wang e uma mulher misteriosa em um véu que o controla (o “demônio” do qual ele estava falando, eu presumo). Wang se apoia somente em suas emoções através de suas expressões faciais e no simbolismo da sua blusa branca sem estampas, o qual ele diz ser uma representação de sua experiência com desafios da saúde mental para converter nos temas profundos da música.

“A razão pela qual eu escolhi a camisa branca sem estampas foi por causa que na verdade eu estava passando por um momento difícil. Eu estava com depressão, o que foi confirmado por um médico.” Wang espera que seu vídeo ressoe nos fãs que tem experiências com problemas similares e dê a eles coragem de cuidar da sua saúde mental. “Talvez há muitas pessoas fora de vista na sociedade que se sentem da mesma maneira e que não estão dispostas a reconhecer isso,” ele diz.

3415fe2e-b510-44ac-aa1e-0ea37c55561a-4769d1fe-9ffc-4136-820f-3c88ad2140bf-screen-shot-2019-09-24-at-12646-pm

Cada uma das oito músicas do primeiro álbum solo do Wang irá descrever diferentes sentimentos sobre dor. “Quando a dor me acerta, eu tenho oito diferente jeitos de senti-la, e oito reações diferentes a essa dor,” explica Jackson. “Bullet To The Heart é como quando a dor me acerta, e quase me mata, mas eu amei tanto a dor que escolhi continuar continuando.”

A direção imparável de Wang é o que também o estimula a perseguir sua paixão por projetos. Além de ser membro do GOT7 e trabalhar em sua carreira solo, WANG é o CEO de sua própria gravadora, Team Wang, que foi lançada em 2017. Wang admira o progresso que o Team Wang teve até agora (foram de 2 empregado em 2017 há quase 30 em 2019).

8961f909-8c8b-4c0c-9ebe-aa6e7804a6f9-getty-1128373254

Wang estabeleceu o Team Wang porque ele estava procurando por uma saída para suas ideias mais inovadoras. “As vezes as pessoas podem estar lá há negócios, as pessoas podem estar lá pelos números, pelo dinheiro, pelo lucro, mas o Team Wang não,” diz ele. “Todo mundo é tão dedicado a… produzir música melhor, produzir arte melhor.”

Wang está se esforçando mais e mais artisticamente com toda música lançada, o que Bullet To The Heart deixa perfeitamente claro.

Balancear projetos diferentes pode parecer muito, mas Wang quer reassegurar aos fãs que ele tem tudo sob controle. “No final do dia, você tem que desistir de algo em ordem de ter o que você quer,” diz Wang. Para quem estiver pensando que ele deva sair do GOT7 para focar na carreira solo permanentemente, Wang tem essa mensagem: “Não perca seu tempo pensando sobre isso. Isso não vai acontecer.”

Na verdade, Jackson diz que os membros do GOT7 tem sido realmente apoiadores de seu novo single. Compartilha Wang, “Nesse ponto, eu tenho lançado muitas músicas – mais de 10 eu diria – mas pela primeira vez é que eles vem até mim, me cutucando e dizendo ‘Oh, eu realmente gostei da música’.”

6bcaa104-e15b-4a77-95ae-f5199cdc1b34-getty-1082396618

Eu não duvido nenhum pouco da lealdade do Wang ao GOT7. Na verdade, quando conversando ao telefone com Wang, ele expressou excitação ao próximo álbum do GOT7. “Esse está tão sólido, eu estou tão animado,” diz Wang. “Nós vamos lançar outra obra prima.”

Até lá, os fãs podem esperar pelo álbum solo do Jackson Wang, Mirrors, que vai sair no final de Outubro. Ahgases, se preparem, porque #JacksonWang1stAlbum está quase aqui!

Fonte: Elite Daily
Trad.: JFlawless – Elo GOT7 Brasil

Não reproduzir sem os devidos créditos!

Entrevistas

Revista Esquire – Junho de 2019

Wang Jia Er: Se você gosta (do que você está fazendo), então você não se sentirá cansado

A jaqueta justa cobria Wang Jia Er, dando-lhe um olhar expressivo e delicado. Mesmo que os pulmões parecessem esmagados com o ar poluído no set, ele cooperou e trabalhou incansavelmente. Sua personalidade sincera e direta contribuiu para a boa impressão que todos no set tinham sobre ele. Eu perguntei a ele, “Tem alguma coisa que você gostaria de dizer aos leitores desta revista? – um público que tem uma boa diferença de idade de seus fãs”, Wang Jia Er parou para organizar sua expressão em mandarim: “Esse rapaz aqui só quer dizer pra você lidar com seu trabalho seriamente, pois você não vai se arrepender”.

Com dezesseis anos, Wang Jia Er decidiu não continuar com sua carreira de esgrima e se jogou na profissão da música, a qual ele gostava. Naquele ano, ele ganhou a medalha de ouro no Sabre de cadete para meninos no Ásia Junior e no campeonato de cadetes esgrimistas, e ganhou a oferta de uma bolsa de estudos de uma universidade americana. Se ele tivesse seguido o caminho definido, ele poderia totalmente ter progredido na escola e nos esportes, e continuado a lidar com a vida que a maioria das pessoas na idade dele invejavam. Andando na linha do tempo seis anos antes, quando Wang Jia Er tinha dez anos, ele foi influenciado pelo seu pai. Desde juntar-se a um clube de interesse para embarcar em sua carreira de esgrima, ele rapidamente entrou no sistema de treinamento juvenil profissional. Assim como seu pai, que era treinador do time de esgrima de Hong Kong, ele escolheu Sabre como  a modalidade de especialização. Tal pai, tal filho.

Dentro de alguns anos, ele se tornou o Campeão Júnior Asiático, Campeão de Hong Kong, Campeão Nacional … Assim como as coisas progrediram naturalmente, uma voz de repente ressoou: só posso pedir desculpas à esgrima, pois música é algo que eu sempre quis fazer, é meu sonho.

Quando ele era um atleta, seja quando estivesse praticando ou relaxando, Wang Jia Er tinha o hábito de estar de fone de ouvido, a música dava a ele uma mentalidade diferente. Antes das competições, aquelas melodias que entraram na sua cabeça fariam sua performance excepcionalmente boa; mesmo em um dia normal, música sempre foi o melhor jeito de mantê-lo equilibrado durante o treino cotidiano. Ele gosta e confia na música, e naturalmente ele não poderia estar separado dela, nem mesmo por um minuto. “Eu comecei a fazer algumas melodias e coisas no computador.” “Por que eu mesmo não tento?” O resultado de tentar é que ele não conseguia parar de fazer. Quase todas as pessoas em sua volta foram contra sua decisão de desistir da esgrima e seguir a carreira como músico. “Precipitado”, “Atrevido”, e ainda “não valoriza as coisas”, todos os tipos de opiniões envolta dele de todas as direções.

“Eu quero dizer que, na verdade, todos vocês estão certos, mas a vida é minha. Vocês conseguem sentir a minha alegria? Se um dia quando eu envelhecer eu tiver que dizer para meus netos que o avô deles um dia teve essa oportunidade… Eu desabaria pensando em um futuro assim. Não posso aceitar isso. Mesmo se eu fracassar, devo afundar por conta própria , porque só assim terei a coragem de começar tudo de novo.”

Depois de nove anos, Wang Jia Er mais uma vez compartilhou sobre sua decisão de vida, a qual ele passou sete meses para se convencer, ele ainda parecia emocionado e animado: Quando enfrentou as opções que eram incertas, escolher não acreditar em si mesmo é definitivamente algo que você poderá se arrepender por toda a sua vida. O Wang Jia Er de 16 anos de idade era como qualquer outro garoto jovem, ele também estava perdido em tomar decisões. No entanto, havia mais uma coisa que era clara – quando tenho certeza de que não posso decidir, sou ainda mais incapaz de discernir a razão das opiniões das pessoas.

De outro ponto de vista, essa é a primeira experiência na vida de Wang Jia Er onde ele convenceu seus pais a aceitarem suas decisões. “Eu acho que, não importa se você está com 25, 35 ou 45 anos, você ainda será uma criança aos olhos dos seus pais. Todos os pais no mundo podem ser os mesmos, eles amam seus filhos, fazem o melhor usando suas experiências de vida para evitar os riscos para seus filhos, e quando seus filhos querem embarcar em um desafio, pais ficam relutantes a deixarem seus filhos encararem os riscos por conta própria.” Esse processo difícil de convencimento levou sete meses, e foi elaborado e rigoroso, e a parte mais importante foi deixar naturalmente seus pais ouvirem seus planos para o futuro.

Você ainda se lembra do momento em que eles concordaram? “Eu acho que eles ficaram comovidos com os meus planos. Então eles perceberam que para manter uma paixão tão forte assim eu não tinha decidido aquilo no calor do momento.” Deixar-se entender que não há ponto final para um “eu”, de acordo com a expressão de Wang Jia Er, é absolutamente necessário na vida.

Mesmo que haja poucas oportunidades para ele pisar novamente na pista de quatorze metros, a esgrima deixou uma marca forte em Wang Jia Er. Independentemente se foi uma interação no local, um improviso no palco, ou mesmo em todos os aspectos de sua vida, seus pensamentos são claros e as reações são rápidas. Este não é um jovem que permanece nos trilhos e observa os padrões convencionais. No entanto, ao mesmo tempo, ele cumpre e obedece os princípios básicos em todas as situações. À medida que aumenta o número de decisões que ele tem de fazer em um flash durante a competição, as estratégias que ele usava também aumentavam, o que o ensinou a transformar respostas efetivas para eventos repentinos em hábitos. “Depois que eu entendi o jogo básico e as regras, pensei comigo mesmo, por que deve ser assim? Que tal tentarmos isso? Dentro das regras, existem inúmeros meios justos para se jogar.” Isso explica muito bem porque ele ficou no pódio mais alto pouco depois de começar a treinar. Um esgrimista que jogou usando seu cérebro e foi impulsionado por um grande histórico familiar está destinado a brilhar nas competições.

“Depois que eu comecei como esgrimista, passei a acreditar em mim mesmo completamente.” Ganhar não necessariamente fez Wang Jia Er feliz, ele aceitou todos os resultados que vieram depois que ele trabalhou duro, “se eu fiz o meu melhor, estou bem mesmo perdendo. Mas se ganho por sorte, isso não me deixa feliz.”

Ele entendeu isso desde que ele era pequeno: Na maioria dos eventos esportivos ou em vários tipos de trabalho, o primeiro lugar não é o adversário mais forte que não pode ser derrotado, “Por exemplo, as competições de esgrima que eu participei, os primeiros 20 atletas são, sinceramente, não muito diferentes. Quem ganha ou perde depende de seu desempenho real, sua condição é provavelmente mais importante “.

Ganhar é importante?

Trabalhar duro é o que é importante.

Cansaço é fruto de trabalho duro?

Existem dois tipos de cansaço: físico e mental. Existem riscos em tudo, seu corpo e sua mente poderão se cansar, mas eu gosto, é o processo.

Diferente de outros ídolos jovens que têm em torno a mesma idade dele, Wang Jia Er não evita nenhum tipo de pergunta, e não se importa das pessoas a sua volta zombando-o  por causa de seu “pobre Mandarim”, ele apenas educadamente se recusou ao desafio de trava-línguas no local: eu prefiro não fazer, não consigo. Pode-se observar que ele tem trabalhado duro para melhorar seu mandarim num nível alto o suficiente que possa ser bem entendido pelas pessoas e lidar com diversas situações e necessidades nesses dois anos. Enquanto falávamos, ele mencionou alguns ditados e parábolas antigas, inconscientemente.

Esse rapaz, que desistiu de seu caminho acadêmico e atlético e trata a música como a parte mais importante de sua vida, um sonho que não estava preenchido em seu coração. Wang Jia Er falou sobre a oportunidade de atuar em um filme no futuro, “se houver uma oportunidade de filme que combine comigo, não vou perder. Mas é claro, minha identidade ainda é de cantor”, para fazer bem como cantor e não decepcionar suas metas iniciais. Sem sombra de dúvidas, o gênero de filme que ele mais gosta é ação. Seria melhor se fosse um filme de ação criminal, do tipo em que as cenas de luta são muito intensas e os dublês são usados o mínimo possível, esse é seu filme dos sonhos.

Q: Você já pensou que poderia ter uma história romântica e amorosa que provavelmente se encaixaria com você no futuro?

Jackson: Eu só posso dizer que, não é isso que eu quero, o que eu quero é audiência me vendo no cinema e gritando, “Uau!” Esse tipo de filme

Q: Já pensou em como você pode convencer sua empresa a permitir que você realize esse sonho?

Jackson: Quando a oportunidade surgir, posso pensar quando eu convenci meus pais aos 16 anos (do meu sonho de ser cantor), eu acho que será muito mais fácil.

Atualmente, na maioria dos casos, Wang Jia Er está apenas considerando como melhorar sua música, e ele lida com a composição, o estúdio de gravação, a mixagem, o MV e tudo, independente de sua significância. A nova geração de músicos é mais completa, e é talvez devido ao fato de que as coisas que eles enfrentarão e devem enfrentar estão aumentando com o passar do tempo. “Completar a música é apenas metade do processo, a outra metade é promover. Mesmo que algo realmente artístico tenha sido feito, mas e ninguém assiste…Você entende no que isso vai resultar.” Para um cantor, fazer uma música é permitir-se ser movido pela melodia primeiro. Ninguém na Terra entenderá a música em cada pequeno detalhe tanto quanto a cantor, “Ninguém mais entenderá a história escondida dentro da música, do MV mais do que eu.” A indústria atual criou uma parte relativamente cruel que vem depois do segmento de composição – Ninguém vai gastar mais de 10 minutos para outra pessoa explicar seu trabalho. A dureza da escolha pode não ser necessariamente uma coisa ruim.

Sobre o tema das tendências, Wang Jia Er é respeitoso, mas não segue cegamente. Afinal, em seu livro de regras de sobrevivência, seguir o que tá na moda não se enquadra nos fundamentos básicos, “Eu acho que não há nada de ruim em seguir as tendências, também é uma escolha. Mas se um cantor decide seguir tendências, isso significa que, enquanto ele está na indústria, ele tem que garantir que ele faça parte disso”. Talvez, ser ele mesmo e é a decisão mais inteligente, aumentando sua singularidade, ele também permite que seus seguidores imediatamente reconheçam que esta é uma canção de Wang Jia Er. Ao mesmo tempo, ele também se preocupa com a gravação de sua nova música. Ele está preocupado com a diferença em sua expressão pessoal e a vontade de sua equipe, um problema que ocorrerá naturalmente depois que ele passar de um herói individual para um ídolo público. Felizmente, ninguém pode superar a perseverança em seu coração e a capacidade de sua resistência à pressão.

“Se você gosta de algo, você não vai achar difícil, cansativo ou desafiador. Há riscos para tudo, mesmo com os jogos você tem que se preocupar com sua postura ficar ruim e a visão piorar … Certo?” Ele neutralizou um assunto um pouco sério, jogando-o para baixo.

Depois de comemorar seu aniversário de 25 anos, Wang Jia Er discutiu mais sobre como manter sua ambição e seguir suas próprias decisões ainda mais. Manter a ambição parece querer liberar os desejos de cada um a qualquer momento, mas é mais parecido com uma linha que apareceu no filme de Wong Kar-wai “O Grande Mestre”: Seja sempre progressivo na maneira como você pensa e nunca pare, nem por um tempo. Ao mesmo tempo, seguir suas próprias decisões é aceitar que suas falhas são feitas no topo da base de suas decisões. Do ponto de vista de um espectador, é incerto o quanto de talento inato pode ajudar esse rapaz, considerando que os aspectos importantes de sua vida foram combatidos por ele mesmo.

Depois de inúmeras rodadas de conversa franca e expressão direta, Wang Jia Er parou de repente, não para organizar sua expressão mandarim, mas para dizer seriamente: eu falo sobre mim mesmo porque espero que minha história possa ser referência para outra pessoa. Espero que as pessoas que leem esta história possam ser elas mesmas e estejam mais próximas da pessoa que elas esperam ser. Ninguém pode ser responsável pela vida de outra pessoa, nenhum ambiente pode se parecer com uma pessoa. 

Fonte: Jackson Wang Global
Tradução: Jacke
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Entrevistas

SIZE Maio de 2019 – O garoto de cabelos prata – Mark Tuan

P: Olá, Mark. Nós estamos felizes por poder trabalhar contigo para a edição de Maio. Por favor, diga as fãs o que você está fazendo atualmente.

Mark: A agenda em si está lotada atualmente, além das minhas atividades solo, eu sou o apresentador especial da JUS2 Premiere Showcase Tour e nós estamos preparando o próximo álbum. Por favor, nos apoiem!

P: Nós soubemos que você esteve no Youku’s All For One, você recebeu boas respostas e, além disso, foi convidado como um mentor especial. Você gostaria de poder continuar encontrando-os dessa maneira (como mentor) daqui em diante?

Mark: Eu acho que desde que eu possa encontrar os Ahgases com mais frequência, não importa como ou onde, está tudo bem para mim.

P: Se você não fosse cantor, em que profissão você estaria agora?

Mark: Eu estaria estudando apropriadamente para poder melhorar e então poder aproveitar a vida.

P: Anteriormente, você fez uma colaboração com a marca de roupa, Mark Tuan x Represent. O que te fez ter a ideia de fazer uma colaboração com uma marca de roupa?

Mark: Eu achei que seria uma ótima oportunidade. Inicialmente meu amigo apenas mencionou isso brevemente para mim, ele disse que tinha uma oportunidade como essa e pediu minha opinião. E como eu tenho um relativo interesse por roupas, design e moda, essa colaboração foi naturalmente possível. E eu sou uma pessoa que se veste confortavelmente durante o dia-a-dia, sou algo com minhas próprias ideias (sobre roupas).

P: Você é alguém que é muito diferente no trabalho e na vida pessoal? Em termos de personalidade, estilo e pensamentos.

Mark: Existem momentos assim. No dia-a-dia eu sou alguém quieto, que procura por uma vida simples e confortável. Mas no trabalho, sou uma pessoa profissional que dá tudo de mim para me concentrar no que estou fazendo. Quando é preciso, quando estou na frente de uma audiência ou no palco, eu vou vestir algo mais chamativo, exagerado. Mas no dia-a-dia eu estou bem desde que eu esteja vestindo algo confortável.

P: Através da suas mídias sociais, nós percebemos que você realmente presta atenção nas últimas tendências. Você pode compartilhar conosco suas ideias sobre moda? No futuro, você pensa em se arriscar mais na indústria da moda? Ou colaborar com alguma outra marca de roupas?

Mark: Além do Mark Tuan x Represent que eu já mencionei anteriormente, eu tenho interesse por moda. As pessoas sempre usam roupas que lhes agrada, que combina com elas, parece ser algo pequeno mas é o conceito de moda de cada um. Eu sinto que o conceito de moda de cada um em relação ao que vestem e seu estilo está relacionado à sua personalidade. Se é uma pessoa que gosta de se desafiar, se aventurar, então é alguém que pode acabar vestindo algo mais estiloso ou fazer uma combinação de cores mais arriscada. Se você é uma pessoa quieta, pode acabar escolhendo algo mais simples, com cores neutras. Se tiver alguma oportunidade no futuro, tentarei o meu melhor para colaborar.

P: Nós sabemos que você faz alguns Mukbangs¹ também. Normalmente você pesquisa sobre comida? Qual sua comida chinesa favorita?

Mark: Atualmente eu tenho estado interessado em vários tipos de comida. Mas eu sou alguém que se acha que algo é muito trabalhoso, eu não vou sair do meu caminho para comer algo, é o meu estilo. Eu amo comida asiática, tipo chinesa, coreana, tailandesa, japonesa. Desde que tenha arroz, eu vou gostar bastante (risos)

¹: Vídeos em que você se filma comendo e conversa com os telespectadores.

P: Quais são seus planos para o futuro? Tem algo que você gostaria de dizer para os fãs?

Mark: Para poder me comunicar melhor com os fãs quando nos encontrarmos, eu irei estudar ainda mais para aprender a ler e falar chinês. Espero que tenham mais atividades no futuro e eu possa expandir minha carreira na China, para que assim eu possa encontrar os Ahgases~ E como GOT7, nós 7 vamos definitivamente fazer um comeback~ Não importa quais sejam as dificuldades que a gente vá encontrar, como uma família, iremos nos esforçar juntos e enfrentar qualquer tipo de desafio juntos! Eu irei me esforçar em tudo o que eu fizer! Eu queria dizer aos Ahgases que estão esperando por tanto tempo, eu vou voltar para a China em breve, então por favor esperem pelo nosso encontro!

Fonte:♡⁷ 𝚜𝚎𝚟𝚎𝚗 𝚐𝚎𝚖𝚜 𝚒𝚗 𝚕𝚒𝚏𝚎 ⌮
Tradução: Gabi
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Entrevistas

Exclusiva: Jus2 do GOT7 esbanja confiança e sensualidade no showcase de Focus em Singapura

A última sub-unit do GOT7, Jus2, fez o seu debut com o mini álbum FOCUS e embarcou em uma turnê de showcases em sete cidades. Depois de visitar Macau, Tóquio, Taipei, Osaka, Jakarta, e Bangkok, Jus2 encerrou a sua turnê de um mês com o Showcase FOCUS em Singapura no ZEPP @ BIGBOX em 4 de maio.

Ahgases (fãs do GOT7) caíram pelos vocais sensuais e movimentos de dança do Jus2 enquanto eles faziam a sua apresentação de abertura com Long Black e Drunk on You. Logo depois, Mark do GOT7 apareceu no palco e deixou os Ahgases ainda mais empolgados quando se apresentou como MC especial para a tarde. A conversa foi separada em quatro diferentes segmentos com cada um focando no Jus2, Yugyeom, JB, e nos fãs, respectivamente.

O Jus2 começou com uma breve introdução do seu mini álbum e como ele tentaram um gênero diferente com uma música mais elegante e sensual, em comparação com os sucessos animados deles com o GOT7. Mark comentou que ele estava assistindo do backstage a apresentação deles e que ele sentiu que era realmente sexy. JB exclamou, “Eu já sei. Porque eu sou quente. Eu sou sexy”, iniciando a entrevista com uma observação selvagem.

No próximo segmento, Yugyeom e JB tinham que responder perguntas pessoais sobre um ao outro, e a pessoa com a menor quantidade de respostas corretas teria que fazer uma dança sexy e uma dança fofa. Em uma das perguntas, JB teve que  adivinhar se o Yugyeom molhava a escova de dentes antes ou depois de colocar a pasta de dentes nela. JB escolheu a segunda opção e respondeu a questão corretamente. Quando lhe foi perguntado o mesmo, JB explicou que ele não faz nenhum dos dois já que ele normalmente escova os dentes no banho, e a escova de dentes estaria molhada desde o momento que ele entrou no chuveiro. Percebendo o que disse, JB falou para os Ahgases não imaginarem isso. Mark deixou a plateia louça quando disse, “Já que é o último show, vamos todos imaginar o JB no chuveiro”, e JB arrancou o microfone de sua mão.

O jogo terminou empatado e a dupla fez Mark decidir qual seria a forma de quebrar o empate. Mark sugeriu um jogo de pedra-papel-tesoura, e o vencedor de três das cinco rodadas faria a punição. JB venceu três rodadas consecutivas e teve que fazer a dança sexy e a dança fofa, fazendo jus à sua reputação como “sexy”.

O último segmento foi o favorito dos Ahgases já que fãs foram escolhidos aleatoriamente para um disputa de encaradas por 30 segundos com o Jus2. Yugyeom ficou vermelho de vergonha no meio do jogo e perdeu, enquanto JB teve que participar duas vezes porque seus membros não conseguiam identificar se os olhos dele estavam fechados ou abertos. Yugyeom, sendo ele mesmo, descaradamente sugeriu que Mark participasse com os Ahgases também. As orelhas do Mark se tornaram vermelhas, e ele perdeu assim que o jogo começou. Como o segmento de conversa veio ao fim, foi também hora do MC especial, Mark, dizer adeus. Ele mencionou que o GOT7 vai retornar logo para ver os Ahgases de Singapura, se referindo ao teaser que foi lançado recentemente. 

Jus2 continuou o seu showcase com uma apresentação mais lenta intitulada Touch, seguida das apresentações do JB e do Yugyeom de suas músicas solo Sunrise e From Now do último álbum do GOT7 Present: YOU. Jus2 concluiu o seu showcase com Senses e a música título Focus on Me.

A apresentação encore deles começou com Love Talk, e assim que JB estava prestes a dar seu discurso de encerramento, um vídeo surpresa dos fãs, preparado pelos Ahgases de Singapura, surgiu. Yugyeom ficou agradecido e comentou, “Nós recebemos um presente de vocês novamente, muito obrigado”. JB complementou, “No vídeo, vocês mencionaram que sentiam muito por estarem constantemente recebendo e não dando. Na verdade, nós somos aqueles que estão sempre recebendo.  Vocês são a razão de estarmos onde estamos hoje e tornam tudo ainda mais significativo para nós sempre que lançamos um álbum. Nós esperamos tornar as coisas mais significativas para vocês e também aliviar os seus estresses através das nossas músicas, álbuns e apresentações.”

Jus2 continuou levando a casa abaixo com os sucessos do GOT7, Hard Carry e Never Ever, e a tarde terminou com todos de pé assim que Mark se juntou novamente à dupla para apresentar Go Higher.

Jus2 mostrou a sua maturidade através de um gênero musical diferente, mas as suas artimanhas de sempre não deixaram de aparecer mesmo durante a turnê de showcases Focus. Parabéns à dupla em encerrar a turnê de showcases com sucesso, e nós mal podemos esperar para vê-los com os outros membros do GOT7 em breve no seu comeback!

Fonte: Soompi
Tradução: Izzy
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Entrevistas

Mark do GOT7: “Mesmo que eu nascesse de novo, eu ainda gostaria de estrear como um membro do GOT7”

“É importante que todos os sete de nós permaneçam juntos.”

Mark do GOT7 se juntou ao The Big Issue para uma sessão de fotos e uma entrevista para o lançamento da edição 200 de abril da revista. The Big Issue é uma revista destinada a ajudar pessoas de baixa renda ou pessoas à beira de perder sua moradia. Os fornecedores comprarão as revistas a 2.500Won e as venderão por 5.000Won. Além de aparecer em uma sessão de fotos para a revista, Mark também contribuiu com seus talentos para atividades de caridade significativas com sua equipe.

Em uma entrevista à revista, ele enfatizou o quão importante o GOT7 é para ele e como é importante que os membros permaneçam juntos.

É importante que todos os sete de nós permaneçam juntos. Mesmo se eu nascesse de novo, eu ainda gostaria de estrear como membro do GOT7 em 16 de janeiro de 2014.

A respeito de o quanto ele poderia ajudar as pessoas com o lançamento e as vendas desta revista, Mark disse:

Ainda estou surpreso e ainda não consigo acreditar que alguém como eu possa ajudar as pessoas.

Fonte: Koreaboo
Tradução: Puppy~
Revisão: Forterisa
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Entrevistas

JUS2 Entrevista

JB: JJP seria um cinza incerto e ansioso da juventude que se move, enquanto Jus2 seria um vermelho escuro sedutor e provocativo. 

YG: Ao invés de sensualidade escrachada, nós expressamos uma sensualidade contida que possui uma leve tensão. 

Muitos idols tomam cuidados especiais com seu peso a medida que se aproxima um comeback! Jus2 não é uma exceção. 

JB: “Se minha bochecha está cheia, minha imagem não se tornará agradável. Depois que eu perdi peso, com certeza ela melhorou. Eu pesava 73 kg, agora estou com 68 kg. Estou pensando se devo tentar perder peso até chegar em 65 kg.”

Ele não foi bem sucedido apenas em perder peso, JB tem mais uma boa notícia. Ele se tornou um membro fixo no programa Prison Life of Fools

JB: “Tive muitas preocupações pois é minha primeira aparição como membro fixo num programa de variedades. Tenho a responsabilidade de fazer o GOT7 ser mais conhecido. Eu vou trabalhar duro e dar o meu melhor.”

Mesmo sendo uma música muito elogiada, eles disseram que ficaram nervosos quando filmaram o MV.

JB: “Não havia absolutamente nada no local onde foi filmado o MV pois o cenário foi todo feito por computação gráfica (risos). Eu estava preocupado com isso mas o resultado foi bem melhor do que eu esperava.”

O álbum mostra muito da opinião do JYP. Mas ambos ficaram afobados depois de ouvirem as sugestões sobre a coreografia. 

Yugyeom: “Park Jinyoung PD nos deu muitas opiniões sobre a coreografia.”

JB: “Ele disse que deveríamos apenas ficar parados, mas achei estranho… (risos).”

Eles que trabalham duro o ano todo sem descanso. O que leva vocês a continuarem com suas atividades? 

JB: “O pensamento de querer mostrar um bom resultado? Ah, e eu quero dar aos meus gatos um bom lugar para viver (risos). Estou criando 5 gatos agora.”

Yugyeom: “Eu amo estar no palco e ter reconhecimento é ótimo. E também prometi aos meus fãs que eu sempre vou mostrar a eles o melhor de mim.”

Por fim, o resultado que eles querem obter mediante as promoções é revelado. 

Yugyeom: “Eu espero que vocês pensem em nós como pessoas boas em tudo e que produziram música sofisticada e tocante, e também uma boa coreografia.”

Fonte: For GOT7 JB¨
Tradução: Isabella
Revisão: May
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Entrevistas

MARK X SHIN膨胀青年

304c494b484b31746f68.jpg

P: Qual é a coisa mais adorável sobre vir à China para expandir sua carreira?
🐰: Poder ver os fãs.

P: Já que sua quantidade de atividades na China tem aumentado recentemente, você já pensou em lançar músicas em Chinês?
🐰: Se houver oportunidades, então (eu vou) definitivamente lançar no futuro

P: Você disse que só tem 1 abs, todos os fãs mostram as fotos do seu abs e eles não acreditam, diga alguma coisa para esses fãs fofos!
🐰: Recentemente eu não tenho abs. (tocando seu estomago)

P: Depois de trabalhar com marcas usando seu próprio nome, e você também participou do desfile de moda de Milão, você tem planos de projetar seus próprios itens e criar sua própria marca?
🐰: A ideia é desenhar roupas que todos possam usar, independentemente do sexo ou da idade. Da próxima vez, quando houver oportunidades, eu gostaria de continuar a experimentar! Claro que também tenho muita vontade de criar a minha própria marca de moda.

P: Fale sobre 3 truques/dicas de usar uma roupa para si mesmo geralmente?
🐰: Eu acho que depende de quem é, talvez minhas dicas / truques não funcionem em algumas pessoas. Primeiramente, eu penso no que fica melhor em mim e, se eu quiser mais, eu vou olhar umas fotos dos estilos de moda de que gosto e depois imito as vibes e o estilo de vestir deles. Por último, não importa o que eu use, desde que eu esteja satisfeito com o que eu uso, e que eu esteja feliz, então é o bastante! Mesmo que os outros não gostem, desde que eu esteja usando algo que é um estilo único para mim, então eu acho que não tenho que me preocupar com o modo como os outros olham para mim.

P: Mark é o representante de rap no seu grupo, mas com sua voz um pouco baixa, é realmente apropriada para cantar músicas do estilo balada. Você já pensou em lançar ou compor baladas?
🐰: Se houver oportunidades como esta, então seria ótimo. Na verdade, eu gosto de baladas e quero compor nesse gênero, mas atualmente isso pode ser um pouco pesado para mim. Não importa o que aconteça, agora vou trabalhar duro, já que não estou ciente de quais oportunidades virão no futuro.

P: Os fãs dizem que você é um príncipe que saiu de um conto de fadas. Qual o príncipe ou o conto de fadas que você gosta?
🐰: Sou muito grato aos fãs! Eu sou tão tímido… haha. Mesmo que eu goste de assistir anime e desenho animado, eu realmente não tenho um príncipe que eu realmente goste!

 

 

Fonte: SHIN膨胀青年
Tradução KO-ENG:
♡⁷ 𝚜𝚎𝚟𝚎𝚗 𝚐𝚎𝚖𝚜 𝚒𝚗 𝚕𝚒𝚏𝚎 ⌮ ‏
Tradução ENG-PTBR:
Grazi
Revisão: Clarissa
Não reproduzir sem os devidos créditos!