Noticias

GOT7 Fala Sobre a Pressão e Felicidade Que Sentiram ao Fazer Seu Álbum

GOT7111

Os membros do GOT7 agraciaram a capa, bem como as páginas da edição de novembro da revista Dazed.

Todos os sete membros participaram do pictorial em preto e branco e responderam perguntas durante uma entrevista. GOT7 continuou a avançar com seu sucesso no mundo ídolo e recebeu muito amor e atenção por seu crescimento musical. Para o seu mais novo álbum 7 for 7, todos os sete membros participaram da escrita das letras ou da produção das músicas.

Quando perguntado sobre fazer e terminar o álbum, JB disse: “Eu senti muita pressão e responsabilidade. No entanto, por isso, prestei mais atenção e trabalhei com mais força “.

Youngjae acrescentou: “Muitos dos nossos pensamentos e opiniões se refletiram no álbum, mas a “imagem geral” e a coordenação foram criadas junto com nossa agência. Ao invés de se sentir sobrecarregado, fiquei feliz de podermos fazer algo que queríamos fazer “.

Confira as fotos monocromáticas elegantes do GOT7 abaixo!

GOT79

GOT721

GOT731

GOT712

 

 

Fonte: Soompi
Tradução:
Jacke
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Entrevistas

Entrevista do GOT7 para Dazed

22549538_723972044455175_5927525985533175068_n

Antes de vim encontrar o GOT7, eu escutei o novo álbum 7 for 7 algumas vezes. Que tal se livrar de todas as perguntas entediantes e convencionais e falar sobre música? Parece que vocês teriam muito o que falar.

BB: Isso é bom. Desde que debutamos, queríamos cantar músicas feitas por nós individualmente. Então todos fazíamos músicas constantemente, mas na verdade era insuficiente. Mas dessa vez, além de estarmos satisfeitos, nossa empresa também estava. Pessoalmente, foi um álbum que eu fiquei muito satisfeito. Sinto como se meus sonhos viraram realidade. Estou orgulhoso e é maravilhoso.

JB: Apesar das minhas músicas terem chegado aos álbuns antes, é a primeira vez que estamos usando minha música como música título e promovendo ela. É muito significativo. Todos os membros prestaram bastante atenção nisso, incluindo eu mesmo.

JS: Eu acho que é um álbum que claramente inclui as preocupações que temos como pessoas com 20 e poucos anos.

 

Parece que o álbum completo com as 7 músicas que os 7 membros do GOT7 participaram tem vários significados. Palavras como “independência”, “autoconfiança”, “liberdade” e “responsabilidade” me vem a cabeça.

BB: Eu acho que na nossa idade, sempre temos pensamentos sobre independência e autoconfiança. Nós pensamos em um futuro que não vamos mais poder fazer esse trabalho. Eu trabalho duro não apenas em músicas, mas também em fazer vídeos e em áreas relacionadas a idiomas. Oportunidades surgem para aqueles que estão preparados, certo? (Risos)

JB: Enquanto preparava para esse álbum, a pressão e a responsabilidade eram enormes. Chegou ao ponto de ser difícil de expressar com palavras. Quando a música que fiz foi escolhida como música título, o sentimento alcançou o máximo, e por causa da pressão, prestei mais atenção, e trabalhei duro pra me preparar pra isso.

YJ: Apesar de ser um álbum que reflete muitas de nossas opiniões e pensamentos, o contexto geral e os ajustes que o completaram foram feitos junto com a empresa. Ao invés de se sentir sobrecarregados, foi uma experiência feliz porque conseguimos fazer algo que queríamos. Eu tenho muito carinho por esse álbum.

JY: Não tenho certeza que se eu disser que não me senti sobrecarregado iria soar como se eu não tivesse senso de responsabilidade. Mas ao invés de me sentir sobrecarregado, eu senti mais antecipação e empolgação. Foi ótimo, porque ter um membro do GOT7 fazendo a música título significou que tivemos reconhecimento da empresa e do público.

 

Foi um álbum sem nenhum arrependimento e que refletiu tudo que vocês queriam fazer?

JB: Como um membro do GOT7, o que eu queria fazer e o que eu poderia fazer, eu fiz. Claro que como pessoa fui insuficiente e me senti arrependido. Mas é algo que não dá pra evitar.

 

Se eu escutar uma música feita por JB agora, acho que saberia. Tem uma sensação refrescante única nelas.

JB: Isso é verdade para as músicas feitas pelo “JB do GOT7”. Mas eu pessoalmente prefiro algo mais sombrio que isso e grudento. Claro que ambos os lados estão em mim.

 

Remeber You que o Bambam participou, é como ele. Tem um forte sentimento de sofisticação.

BB: Minha imagem é originalmente brilhante e cheio de vida, mas essa música é lenta e séria. Os fãs também acharam que foi uma reviravolta. A música é sobre um amor angustiante.

 

Ultimamente você ainda gosta de Saint Laurent?

BB: Hedi Slimane saiu (risos). Mas ainda gosto. Recebo de presente muitas roupas Saint Laurent no meu aniversário e no Natal. No meu armário, a maioria das roupas são Saint Laurent. Gosto desses estilos elegantes. Mas não sei ao certo se fiquei preguiçoso recentemente (risos), mas comecei a gostar de roupas que são apenas confortáveis. Coisas como calças largas e chinelos.

 

Depois de conhecer a melodia e a letra da música Firework, que Jinyoung participou, eu penso que talvez você seja um ‘sonhador’.

JY: A letra compara fogos de artifício explodindo e o caminho que estamos seguindo. É uma música com o significado positivo que “Se silenciosamente trabalharmos duro, algum dia iremos brilhar”. Eu penso em mim como um sonhador mas não sei como os que estão ao meu redor pensam.

 

Eu vi você pegando um livro no provador agora a pouco, qual livro está lendo recentemente?

JY: Eu li um livro chamado ‘Boneco da Juventude Eterna’*. Acabei a leitura e estou procurando por um novo livro.

*Tradução literal. O livro não tem tradução para o português.

 

Seu costume de ler livros deve te influenciar de alguma forma quando está escrevendo suas letras de música.

JY: Não acho que eu seja influenciado por nenhum material direto ou expressões. Apesar que provavelmente há casos em que livros que li são refletidos nas músicas em que estou trabalhando.

 

A música To Me que Yugyeom participou é ouvida precisamente como uma música de alguém que dança. Uma variedade de batidas e ritmo se acumulando e dividindo.

YG: Eu queria tentar algo novo o máximo possível. Eu usei batidas e melodias que não são muito usadas pelas músicas que são tendência na Coreia. É tão diferente que eu pensei que não seria incluída no álbum mas a resposta foi inesperadamente boa.

 

Jackson, Mark e Bambam escreveram letras em coreano. Eles podem ser fluentes no idioma coreano, mas falar e escrever são coisas diferentes.

JS: Isso mesmo. Não é fácil. No meu caso, eu não costumo ler livros (risos). Eu procuro e olho bastante letras de outros cantores.

M: Tem coisas que eu gostaria de expressar mas por meu coreano ainda ser precário eu não consigo expressar tudo como meu coração faz. É uma pena, mas mesmo assim estou satisfeito. Acho que o certo é não ser ganancioso e apenas expressar o que eu consigo agora. Eu posso me esforçar mais no próximo álbum.

BB: Fala e escrita são definitivamente diferentes. Se escrever letras apenas do jeito que fala, em algum momento pode se tornar infantil, então sou cuidadoso com isso. Eu escuto a opinião dos outros sem parar enquanto trabalho nas músicas.

 

E quanto aos outros membros? Uma pessoa que escreve tem princípios que mantém como TOC.

JB: Eu tento não usar expressões repetidas. Quando se trabalha com muitas músicas, tem vezes que o conteúdo das letras ou expressões se tornam similares. Eu não gosto de usa-las em uma música, e depois em outra novamente. Todo o tempo eu gostei de expressões simples e relaxadas mas agora estou ambicioso para expressões metafóricas ou poéticas.

YJ: É realmente difícil escrever letras de música. A mesma letra, dependendo da pessoa ou da melodia, pode ser ouvida totalmente diferente. Controlar essa força é sempre uma tarefa pra mim, primeiro eu faço uma tentativa. Sendo vergonhoso ou não, eu anoto tudo que penso e dou uma olhada.

 

Pessoalmente eu gosto muito do vocal limpo e direto do Youngjae. Moon U combina bem com essa voz.

YJ: Eu tinha feito algo do mesmo assunto antes, o fanmeeting We Under The Moonlight. É uma música que eu queria cantar para os fãs. Penso que todos os membros são assim também, mas eu acabei fazendo minha música de um jeito que eu consigo cantar sozinho do começo ao fim. E por conta disso, naturalmente fiz a música combinando com meu padrão e minha voz.

 

O que pensa sobre sua própria voz?

YJ: Eu nunca achei minha voz bonita. Tão abafada (risos). Não estou satisfeito. Por não estar contente, há muitas ocasiões que fico irritado.

 

Hoje foi um choque ver o Jackson. Eu esperava ver a imagem que aparece nos programas de variedades mas você é bastante sério e masculino.

JS: É interessante aparecer em programas de variedades e eu gosto. Mas não fico feliz que só a imagem radiante e animada revelada nos programas fique com o público. Claro que também é o verdadeiro eu, mas eu também tenho vários lados mais sérios. Com música ou atuação, agora eu pretendo mostrar esse meu lado.

 

Como foi a entrevista hoje? Não teve graça por ser séria demais?

GOT7: Não, nós gostamos. Porque não foi como uma entrevista para revistas, foi impressionante.

JB: Claro que uma entrevista em que só se fala confortavelmente também é ótima, mas quando falamos de música, ser sério é bom. Pra mim, mesmo sabendo que sou um idol, teve várias vezes que eu neguei pra mim mesmo. É um tipo de rebeldia. Acho que não me agrada a imagem fixa dos idols. Agora quero ter ambas as imagens, de músico e de idol.

 

Não agora, mas depois de um tempo, como vocês todos do GOT7 irão se lembrar do álbum 7 for 7?

BB: Enquanto me preparava pra esse álbum, senti como se estivéssemos debutando novamente. Foi significativo ao ponto de que mesmo que o tempo passe ainda será um álbum que vou estimar muito.

JB: Será ótimo se depois que passar o tempo, os fãs escutarem esse álbum e ainda achar que as músicas são boas. Se eu escutar depois de alguns anos, eu vou ver partes inadequadas. Deixando de lado a pergunta se eu estou ou não satisfeito, eu acho que pensarei que é uma pena é que “eu deveria ter feito mais”.

M: As músicas antigas do GOT7 são legais no palco mas não eram músicas que podem ser escutadas de uma maneira confortável normalmente. Mas esse álbum pode ser escutado no dia a dia com fones de ouvido. É bom de ouvir enquanto dirige também. Pessoalmente eu nunca me canso dele e é provável que eu o escute ocasionalmente. É um álbum que eu estou satisfeito.

YJ: Isso mesmo. É a primeira vez que eu estou escutando nossas músicas tantas vezes. Não me canso delas. Espero que seja assim para os outros também. Uma música que seja fácil de escutar e que não vai se cansar.

YG: Acho que vou lembrar dele como um álbum de vários significados. Porque pela primeira vez um álbum foi feito com nosso envolvimento. Todas as 7 músicas não são desconfortáveis de ouvir, e até eu sempre volto pra elas.

BB: Não faz muito tempo desde que fizemos nosso comeback, então estamos muito ocupados. É agitado e cansativo. Então ainda não parece real, minha condição estava ótima quando trabalhamos nas músicas que foram incluídas no álbum. Encontrei muitos amigos também, e teve muitas coisas agradáveis. Acho que vou me lembrar dessas emoções da época.

JS: Eu penso nele como o “primeiro álbum” dos membros do GOT7. Penso que muitas lembranças vão permanecer. Acho que enquanto envelhecemos, me sentirei orgulhoso de escutar You Are novamente.

JY: Um segundo começo. Outro crescimento para o GOT7.

 

Dentre as 7 músicas do 7 for 7, teve uma que eu escutei sem parar noite passada. Tirando suas participações nas músicas, digam rapidamente, sem pensar muito as músicas que vocês apreciam.

YG: Teenager
YJ: You Are
M: Não apenas uma, mas duas músicas. You Are e Firework.
JS: Firework. Mas se você escutar sem parar, não importa qual música, você não ficaria irritado? (Risos)
JY: Remember You
JB: Moon U e To Me. Qual é a música que você ouviu sem parar? (Risos)

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Fonte: 슨shine’s Ying
Tradução:
May
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Entrevistas

[ENTREVISTA] Mark para a Dazed Korea Edição de Maio 2017



É seu primeiro photoshoot solo.

Eu me sinto muito feliz. Sempre quis fazer um e hoje meu desejo finalmente se realizou.

Você foi para a Nova Zelândia para filmar Laws Of The Jungle. Já que você sempre teve uma mania por esportes extremos, parece que você se adaptaria bem à selva.

É completamente diferente dos esportes. É definitivamente mais difícil do que eu pensava.

Como foi visitar um lugar que é desligado da civilização?

Primeiramente, há muitas coisas pra se fazer na selva. Você nem pensa no seu celular ou em internet. Durante o dia, você fica procurando por comida e construindo sua casa; havia muitas coisas para fazer então nós estávamos sempre ocupados.

Você acha que seria capaz de morar nesse tipo de lugar?

Honestamente, acho que não consigo. Eu quero voltar mas acho que morar lá seria difícil (risadas)

Qual foi a primeira coisa que você quis fazer quando voltou para Seul?

Eu realmente queria comer kimchi jjigae e tteokbokki.

Você é praticamente um coreano agora.

Eu gosto de kimchi, independentemente se é em conserva ou fresco. Ultimamente eu estive viciado em kimchi de rabanete.

Nascido em LA, você morou em vários países como Paraguai, Brasil e agora Coreia. Parece que há prós e contras nisso.

Há definitivamente mais prós. Em um mês, nós visitamos inúmeros países devido às nossas apresentações; desse jeito você tem acesso à varias culturas e é divertido.

Há momentos em que você sente falta da sua família em LA?

Durante nosso fan meeting em Janeiro, nós fomos para os Estados Unidos e eu encontrei meus pais. Quase todo dia eu ligo por videoconferência para os membros da minha família e vejo eles então não parece que eles estão tão longe de mim.

Seu pai posta fotos de você durante a infância de tempos em tempos. Os fãs realmente gostam disso.

Ele não me fala nada e só posta elas, então há vezes em que eu fico frustrado mas desde que os fãs gostem, eu gosto também.

Ultimamente a popularidade do GOT7 está aumentando. Vocês receberam uma boa resposta pelo mini álbum FLIGHT LOG : ARRIVAL; comparando o debut e agora, há alguma mudança interna ou externa?

Não há grandes mudanças mas ultimamente quando nós vamos para os fan meetings, nós vemos muitos rostos novos. Sinto que agora de pouco a pouco nós estamos ganhando fãs. Eu estou feliz.

É porque muitas coisas boas estão acontecendo; os fãs disseram que Mark começou a falar mais e se tornou mais brilhante.

Embora eu fosse do tipo que não me expressava muito, quando nós debutamos, eu ainda era desajeitado em coreano então quando nós dávamos entrevista, eu não falava muito. Nos dias de hoje, eu me esforço para falar mais e também expressar ativamente minha afeição pelos membros. Acho que eu eu fiquei um pouco mais confortável (com isso)

Vocês terão uma turnê no Japão em Junho. Parece que será especial, como você se sente?

Anteriormente, nós ficamos no palco para a abertura do show dos hyungs do 2PM e eu pensei quando nós seríamos capazes de ficar nesse tipo de palco para as nossas próprias apresentações e agora, finalmente, nós somos capazes de fazer shows nesse palco. Eu estou muito agradecido, realmente feliz e sou muito grato.

Parabéns. Você também está ativamente escrevendo e compondo músicas. Como você trabalha nas músicas?

Eu trabalho na maioria das vezes com o YuGyeom que é o vocal do grupo e com um hyung compositor. Junto com o compositor, YuGyeom e eu decidimos ou o gênero da música ou o sentimento, então YuGyeom e eu trabalhamos na melodia, letra e no rap juntos. Quando nós falamos sobre amor, há muitos exemplos quando nós pensamos nos fãs e escrevemos sobre eles.

Quais são algumas das músicas que você tem gostado ultimamente?

Eu gosto de músicas do Chris Brown, Drake, A$AP Rocky e Tyga, mas ultimamente, de repente eu tenho estado viciado em músicas em inglês de boybands dos anos 90 como *NSYNC e Backstreet Boys então eu procuro por elas e escuto.

Se você tivesse que promover em uma unit, com qual membro você gostaria de fazer isso?

Essa pergunta é difícil. Eu quero fazer isso ou com JaeBum ou com JinYoung. Com JaeBum, eu sinto que o vocal dele combina bem com o meu e com JinYoung, porque ele tem uma imagem parecida com a minha.

Você é popular por ser membro de um grupo idol que tem um ótimo estilo casual. Você tem muito interesse em moda e seu estilo é ótimo também, em que você mais presta atenção quando está vestindo suas roupas?

Roupas confortáveis são as melhores. Já que eu tenho que viajar muito de avião, eu evito aquelas que são suaves mas que são desconfortáveis para se mover. Minha maior preocupação ultimamente seria estar confortável e ainda parecer estiloso.

A marca da moda que você mais gosta?

Ultimamente eu tenho gostado da Vetements. Está na moda e há muitos oversized fit (aquelas peças que ficam compridas, largas/folgadas) então é confortável.

Agora você tem 25 anos (na idade coreana). Há algum momento em que você de repente pensa “Ah, eu sou um adulto agora”?

Para dizer que eu sou um adulto, eu ainda tenho muito para aprender. Às vezes quando eu me vejo passando pelas agendas cheias, eu penso “Ah eu acho que eu sou um pouco adulto.”

Por último, que tipo de artista você gostaria de ser?

Por exemplo, como Kanye West ou A$AP Rocky, enquanto faço o tipo de música que eu gosto de fazer, eu quero ser um um artista icônico que muitas pessoas possam se identificar e ser reconhecido por isso.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Kor/eng trans: haetbitmark

Eng/pt-br trans: ~Mi

Não reproduzir sem os devidos créditos!