Entrevistas

Entrevista para a HYPERBEAST

DoB2FBmUUAAbVZk.jpg

Jackson Wang:  Na verdade, eu não sou nada

Creo en Mi em, Espanhol, significa “acredito em mim”. É também uma das músicas mais tocadas ultimamente. Com relação a trabalhar com um artista de Hong Kong pela primeira vez, Jackson Wang Jia Er expressou familiaridade em ouvir a língua materna com a qual tem tido contato desde que era mais novo. Ele continuou: “Cada oportunidade é preciosa para mim, eu também não rejeito a possibilidade de trabalhar com produtores e cantores do exterior no futuro.”  Seja fazendo colaboração com Sammi Cheng ou o compositor local, o rapper Doughboy, tudo aconteceu naturalmente – Este último chegou a conhecer Jackson através desta entrevista para HYPEBEAST e sua música de colaboração será lançada depois.

Parece que ele vai com o fluxo, mas esse rapaz que tem apenas 24 anos faz planos para sua própria carreira. “Todos esses anos, não importa se é na China ou na Coreia, foquei na minha evolução em programas de variedades. Depois disso, pensei que também era hora de encontrar um equilíbrio entre música e variedade, colocando mais esforço na música. Porque eu não esqueci que a música era o porquê eu originalmente me juntei a essa profissão.” Jackson planejou por muito tempo a estrada que ele queria seguir em frente. Ele até confessou que se tivesse se concentrado apenas no desenvolvimento da música na época e não usasse os programas de variedades para construir seu nome, ninguém iria querer ouvir suas músicas, mesmo se tivesse produzido boas músicas.

Ele cuidadosamente manteve sua imagem engraçada na frente da câmera, mas em particular, passo a passo, colocou em prática sua visão na música. Na verdade, todo o plano estava indo de acordo com os passos que Jackson havia pensado há muito tempo, tudo pode ser afirmado, começando pelo TEAM WANG, que foi fundado no ano passado.

“TEAM WANG é meu meio individual. Não representa apenas a minha música e atitude, é na verdade um Jackson Wang completo.” Receber a aprovação de sua empresa coreana, deu-lhe confiança suficiente para construir a sua própria carreira e estabelecer sua empresa de música, TEAM WANG. Ao mesmo tempo, também pode se dizer que é sua plataforma de criatividade e uma base musical que lhe permite compor música como ele deseja.

“No futuro, o TEAM WANG pode ser transformado em uma marca de moda. Ao mesmo tempo, também simboliza uma espécie de espírito de Stay Hungry (Permaneça faminto)**”. Seja a sua própria carreira ou a empresa que ele estabeleceu por conta própria, Jackson tem uma visão bastante clara. Jackson disse que a fase mais assustadora é quando o mundo exterior percebe que ele está no auge de sua carreira e é bem sucedido em uma idade jovem. “Quando você  aos poucos começa a alcançar o sucesso nessa linha de negócios, muitas pessoas que querem te “bajular” aparecem ao seu lado. E quando você está no meio disso, você inevitavelmente poderá ser abalado por essas palavras e se tornar arrogante.” De fato, comparado a pessoas de sua idade, Jackson está andando mais à frente do que outros e é inevitável que ele experimentasse momentos em que ele deixa a fama chegar até ele. Diante desses elogios, ele disse:

“Mas quando você realmente acredita nessas mentiras, acreditando que você já faz o suficiente, é aí que você vai cair.”

Nota: Stay hungry (Permaneça faminto) no sentido de permanecer perseverante e ambicioso em alcançar objetivos e metas.

BOYTOY: Maior ou igual à família?

Com relação a todo esse esclarecimento, Jackson disse que o crédito vai para BOYTOY, produtor do TEAM WANG, “cada vez que estamos juntos ele sempre me lembra que ainda há muita coisa para melhorar. Ele também sempre me diz “você não é nada”.” Jackson acrescenta, BOYTOY é como minha família, ele é meu grande irmão e meu mentor. Ele é meu apoio espiritual.” Claro, além de lhe dar conselhos sobre a vida, BOYTOY também dá  opinião a Jackson sobre música.

As músicas principais que Jackson teve nesses últimos anos, incluindo Papillon, Okay, Dawn of Us e Fendiman, elas foram todas co-compostas e arranjadas com  o BOYTOY. Com relação a sua insistência de que a melodia e as letras de todas as músicas devem ser compostas por ele, Jackson explica: “Um dia, se você não for tão popular como é agora, as pessoas ao seu lado podem deixá-lo. Por isso, sempre insisti em compor a melodia, ritmo, letras e outros elementos. Só então vou continuar melhorando e assim me tornarei insubstituível”.

Alguns diriam que essa persistência é a manifestação da (sua) juventude, mas Jackson acredita que isso é porque ele nasceu em uma família de atletas.

“Coisas que decidia realizar, sempre faria o melhor para executá-las. Sendo capaz de cultivar esse nível de espírito de luta, acho que isso tem mais ou menos a ver com o fato de que eu já fui atleta de esgrima! Além disso, eu nasci em uma família de atletas, o espírito de luta dos atletas provavelmente está nos genes de nossa família.”

De fato, a família tem uma influência decisiva no crescimento de cada pessoa. Outro que diz que o espírito de um atleta nunca morre, Jackson também disse que sua paixão pela música é profundamente influenciada por sua mãe. “Foi uma vez que fiquei muito doente quando era mais novo, que realmente entrei em contato com a música pela primeira vez. Eu tive que me recuperar em casa por quase uma semana naquela época, então minha mãe colocou o DVD do show do Michael Jackson para diminuir meu tédio. Eu continuei repetindo o DVD naquela semana, e no final acabei até amando a dançar por causa disso e também entrei no grupo de dança da escola! ”

Mas quando nos encontramos com o diretor de Jackson, ele continuou dizendo que ficou surpreso com as realizações dele hoje, porque ele se lembrava que Jackson nunca pisou no palco quando era estudante. Para isso, Jackson tem outra maneira de responder.

Onde está o amor?

“Naquela época, eu ainda era um aluno da American International School, e acho que foi na 6º série. Eu participei do grupo de dança e me apresentei pela primeira vez com Where is the Love (Onde está o amor?) do Black Eyed Peas, na competição de talentos da escola. Aquela foi a primeira vez que senti que talvez eu pudesse me tornar um cantor.”  Relembrando seu primeiro encontro com o hip hop, Jackson tinha um sorriso satisfeito no rosto. “Naquela época, por causa dessa performance, eu até me tornei o centro das atenções na escola! Todos os alunos também ficavam brigando para tirar fotos comigo! ”

Depois de experimentar pela primeira vez como é a sensação de se apresentar no palco, Jackson estabeleceu seu objetivo e até mesmo procurou voluntariamente o diretor para discutir seu próprio futuro e planos para abandonar a escola. Pensando sobre a situação, o diretor riu e disse que foi sorte que Jackson não ouviu as sugestões dos professores. Porque todos o aconselharam a não desistir de seus estudos. Se Jackson realmente tivesse seguido os ensinamentos dos professores naquela época, ele provavelmente estaria caminhando em um caminho diferente agora. “Pensando nisso retrospectivamente, Jackson exalava as sombras de um” Garoto Bonito”.” Então o diretor apontou para a foto de formatura de Jackson na revista da escola.

Demora dez anos para afiar uma espada

No final, Jackson escolheu manter seu próprio pensamento e embarcou em uma estrada que os outros não achavam boa. Jackson é muito grato por tudo o que ele possui nesta fase, ele até disse: “Eu não acho que há um padrão específico para música e arte. Não existe coisa boa ou ruim. Você não conhece o potencial de uma pessoa até que ela possua um palco em que possa se apresentar”. Jackson saiu finalmente com sucesso das audições internacionais da companhia de música coreana JYP Entertainment e foi escolhido como o rapper do GOT7, encontrando seu próprio palco.

“10 anos de esforço para 1 minuto no palco. Sim, acredito que é preciso muito tempo e esforço para treinar talentos diferentes. Mas ainda depende se você sabe como aproveitar as diferentes oportunidades e se você tem determinação suficiente para atingir sua meta.” Jackson não considera as conquistas de hoje como fortuna e rejeita ser rotulado como um sortudo. Jackson, que é inflexível, afirma que não há nenhum atalho por trás do sucesso. Para escalar até o topo, ainda depende da vontade inabalável.

“Enquanto você estiver pensando em como alcançar a sua altura ideal a cada minuto e a cada segundo, você definitivamente terá sucesso.”

“Eu não quero ser estereotipado como um artista engraçado, embora eu ainda seja grato por isso, mas variedade não é meu sonho inicial.” Ele, como tem um objetivo claro, sempre entendeu que os programas de variedades eram apenas seu trampolim para estabelecer seu nome, e somente quando ele pulasse o suficiente, sua música seria capaz de atingir um público maior.

Quanto à intenção de se concentrar em sua carreira como cantor, Jackson disse que não está com pressa de fazer um show. Porque não importa quando e onde, desde que haja uma chance de se mostrar, ele daria o melhor de si para se apresentar. “Não importa em que canto do mundo, não importa o tamanho da audiência abaixo do palco, eu daria a eles o meu melhor para me apresentar.”

A nova música de colaboração com Doughboy seria oficialmente lançada mais tarde. Os interessados ​​podem seguir o instagram de Jackson Wang e seguir o site chinês da HYPERBEAST MUSIC para obter as informações mais recentes.

 

 

Fonte: 스니’s Ying ☀️ ‏
Tradução: Jacke

Revisão:
Não reproduzir sem os devidos créditos!