Outros

Aqui está a interessante primeira impressão que Jinyoung deixou em Jackson

Jinyoung tem até vergonha de falar sobre isso.

Jackson do GOT7 é um brincalhão, conhecido como aquele que anima o ânimo do grupo.

Jackson uma vez revelou sua hilária primeira impressão que teve de Jinyoung quando chegou na Coreia. Começou com Jackson dando alguns pequenos detalhes para começar.

Jackson: Não, alguém estava comendo enquanto fazia uns movimentos de popping

Jinyoung imediatamente reagiu, não querendo que Jackson revelasse mais detalhes.

Jackson? Eu já falei sobre isso? Vou contar de novo, tá?
*Jinyoung empurra Jackson*
Jinyoung: Você falou demais… Não! Para!!

Isso só fez com que Jackson ficasse animado para falar mais da história, então ele continuou a falar. No primeiro dia de Jackson na Coreia, ele lembra de ter visto essa pessoa bonita na porta do prédio da JYP Entertainment

Jackson: Quando eu estava na porta da JYP, tinha esse garoto muito bonito. Na frente da JYP… Ah, na época a nossa companhia usava trancas por digital. 

Jackson estava curioso sobre quem aquela pessoa era, então ele perguntou para um staff. A pessoa a quem Jackson estava se referindo era Jinyoung, e eles tentaram se aproximar no primeiro dia que se viram.

Jackson? “Ah, esse é Jinyoung, Park Jinyoung, um trainee da companhia.” Depois de nos apresentar, fomos comer Seolleongtang juntos.

Enquanto comiam, Jackson se lembra de ter um acontecimento estranho na sala.

Jackson:Enquanto eu estava comendo, parecia que um terremoto estava acontecendo.

O motivo pelo qual isso aconteceu foi Jinyoung que estava fazendo uns movimentos de popping enquanto comia. Isso assustou Jackson e ele se lembra disso até hoje.

Jackson: Tinha alguém comendo enquanto… (imita Jinyoung)

Aqui está o vídeo inteiro!

Fonte: Koreaboo
Tradução: Gabi
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Entrevistas

Jackson Wang, estrela do K-Pop e muso da Fendi, está se isolando no estúdio

Já como membro do supergrupo de K-pop GOT7, Jackson Wang impulsionou sua própria carreira solo de enorme sucesso. Agora, com 26 anos, Jackson conta à Vogue como ele está lidando com o isolamento e a preparação para o novo álbum.

A história de Jackson Wang parece perfeita para um filme biográfico de Hollywood. De fato, se o cantor, rapper, ídolo de K-pop, intérprete e muso de moda da Fendi com 26 anos continuar com sua atual trajetória, essa ideia de história de Hollywood pode se tornar realidade.

O Pai de Wang, Wang Ruiji, é medalhista de ouro nos Jogos Asiáticos, enquanto sua mãe, Sophia Chow, foi uma campeã mundial de ginástica. Nascido em Hong Kong e com o esporte em suas veias, Wang escolheu a esgrima. Sua habilidade com o sabre acabou lhe proporcionando uma bolsa de estudos na Universidade de Stanford. Ele recusou a bolsa, optando por se aventurar em Seul, Coreia do Sul, em 2011 para começar o treinamento para se tornar uma superestrela do K-pop.

Por um momento parecia um grande erro, com seus dois anos e meio como trainee na JYP Entertainment (junto também com grupos como o atual DAY6) constantemente em torno de eliminações que poderiam levá-lo para casa de volta. Mas no final, ele foi um das sete pessoas escolhidas para formar o GOT7, que se estabeleceu como um dos maiores grupos de K-pop com 12 álbuns número 1 nos gráficos do Gaon na Coreia e nas arenas de turnê mundial.

Mas Wang não está aqui para falar de K-pop. Ele está aqui para falar de sua crescente carreira solo, que é promovida por meio de sua própria empresa, Team Wang. Após o lançamento de vários singles na China, em 2019 principalmente com músicas em Inglês, ele lançou o álbum de estréia Mirrors (160 milhões de transmissões em todo o mundo e ainda contando), exibiu uma fusão do hip-hop, balada de R&B e, como sugerido pelo Fendiman de 2018, um amor por um luxo específico em uma marca italiana (Fendi). Em março de 2020, Wang lançou 100 ways, um pouco mais dançante, com um vídeo tipicamente espetacular envolvendo trajes medievais, muito gelo seco e algumas danças ferozes.

Assim como todo mundo, Wang ficou “preso” durante a pandemia do Covid-19. Mas, diferentemente de muitos de nós, ele ignorou o desejo de comer toda hora compulsivamente, ver coisas velhas ou ter crises existenciais. Em vez disso, o isolamento de Wang inclui criar mais música, ser filosófico e espalhar talvez o recurso mais necessário do mundo no momento: o amor. Conversamos com ele em sua casa em Seul sobre música, moda e superação de expectativas.

Como você tem passado seu isolamento?

“Todo dia estou no estúdio. Eu tô quase morando lá há duas semanas, apenas gravando música após música. Sou casado com o estúdio agora – o trabalho é minha esposa.”

Você aprendeu alguma coisa sobre você durante esse período?

“Aprendi que é importante fazer o que amamos todos os dias. E valorizar isso. Você nunca sabe o que pode acontecer amanhã, as coisas podem piorar. Faça o que você ama e vá atrás dos seus sonhos. Não se arrependa. Não hesite. A melhor coisa para eu fazer agora é continuar fazendo mais músicas e espero que isso traga alguma alegria para as pessoas durante esse período difícil. A música é uma língua internacional e é algo que pode conectar pessoas. ”

O que você acha da história sobre o relato de coronavírus? Você já teve alguma experiência negativa?

“Como você sabe, a mídia de cada país é diferente, então não tenho muito o que comentar sobre isso. Só espero que o mundo lute com isso juntos – todos neste planeta estão em uma corrida agora. ”

Você tem uma mensagem para seus fãs durante esse período difícil?

“Espero poder, pelo menos, dar-lhes um pouco de alegria e dar-lhes uma razão para sorrir através da minha nova música.”

Isso significa que você estará lançando novas músicas em breve?

“Estou me preparando para o meu próximo álbum, que será lançado este ano. Todo álbum eu descubro mais sobre mim, minhas verdadeiras cores e gosto na música. É uma parte da minha evolução. Eu sinto que o próximo álbum provavelmente será outra fase da minha vida. ”

O seu último single, 100 Ways, é o primeiro aperitivo do álbum?

“Oh, isso é um pequeno segredo.” 

OK… Então pode fazer parte do álbum, mas também pode não fazer?

“Sim.”

O vídeo de 100 Ways é incrível. Você está envolvido nesse lado das coisas?

“Deixe-me explicar todo o conceito: há muitos elementos na vida que não podemos controlar, tempo e amor são dois deles. A razão pela qual escolhi uma história de amor chinesa antiga como tema é porque, antes de tudo, sou chinês e adoro compartilhar minha cultura tanto quanto adoro aprender sobre outras culturas. Basicamente, no vídeo, sou esse guerreiro e volto à vida para encontrar meu verdadeiro amor e trazê-la de volta à vida para que eu possa dizer a ela que devemos ficar juntos para sempre. Optamos por estar juntos e retornar à vida após a morte depois de ter conquistado o tempo. Tivemos apenas dois ou três dias para criar tudo do zero, por isso foi muito desafiador. Mas no final, fizemos essa obra-prima. ”

Seu histórico de esgrima é útil quando se trata de coreografia e treinamento nas filmagens?

“A esgrima me ajudou durante toda a minha jornada em direção ao meu sonho. Os reflexos, a mentalidade, a visão e eu como atleta. Eu nunca deixei as coisas atrapalharem, ou do jeito da equipe Wang. Haverá muita negatividade ao longo da jornada, muitos obstáculos e pessoas tentando nos derrubar, mas nada é fácil. Enquanto eu permanecer focado em aprimorar minha visão, sinto que vamos conseguir. ”

100 Ways é um pouco mais dance-pop do que as músicas do Mirrors. Foi uma decisão consciente se afastar do som hip-hop daquela estréia?

“Não, é porque eu fiz muitas faixas de hip-hop e também fiz muitas coisas de R&B na China, mas como mencionei, toda vez que lanço algo novo, procuro evoluir. Estou no meio de tentar encontrar meu gosto ainda, e estou tentando encontrar meu verdadeiro eu. Eu não diria que estou lá ainda, mas estou definitivamente no caminho. ”

Minha música favorita no Mirrors é Bad Back, onde você menciona a Fendi, e obviamente você tem uma música de 2018 chamada Fendiman…

“Whoo! Espera! Não é todo mundo que menciona Bad Back, sinceramente. É sempre Titanic, ou Bullet To the Heart, ou I Love You 3000 e Dway! – é muito raro. Só não ouço muita gente falando sobre Nas Back. “

Bem, estou à frente da curva, claramente. Por que você ficou tão atraído pela Fendi em particular?

“Nós nos tornamos amigos pela Fendi China. Então nós conversamos. Parece que nossa visão é muito semelhante; estamos sempre tentando permanecer fiéis a nós mesmos e não seguir a tendência. Estilo pessoal é importante para mim. Realmente define o caráter de alguém e sua personalidade. “

Que mensagem você queria passar com Mirrors?

“São oito sentimentos diferentes em oito faixas diferentes. É tudo sobre amor. Pode nos deixar loucos, nos faz felizes, mexe com nossas emoções, mas é tão poderoso. Pode superar tudo. Eu sinto isso. É como mágica – você não pode parar com isso. As emoções são como um feitiço. Basicamente, devemos amar mais. ”

Você está mais confortável como cantor agora do que como rapper?

“Não, eu não diria isso. Eu sou um artista. Eu sou dançarino, cantor, rapper, você escolhe. Isso realmente não importa. Eu faço o que eu amo. Eu sinto que é importante quando faço música, ou quando faço qualquer coisa, tenho que amar. Se eu não amo, ninguém mais vai. Eu tenho que ter essa paixão.

Você quebrou tantos recordes para artistas chineses, principalmente nos EUA – você se vê como uma figura importante no cruzamento global da música chinesa?

“Eu diria que não. Eu não acho que sou esse ícone. Eu acho que não sou nada. Eu sou apenas um garoto chinês, asiático, apenas indo atrás do meu sonho. Estou apenas tentando fazer história para mim e meu povo.”

Então, o que está por vir para Jackson Wang?

“Neste ano, meu álbum completo será lançado.”

O que as pessoas podem esperar?

“Todos podem esperar Jackson Wang.”

O Wang completo?

“100 por cento.”

Fonte: Vogue
Tradução: Jacke
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Outros

Jackson Wang fala sobre 100 Ways e espera poder levar alegria para as pessoas que estão em casa.

“Sempre que eu lanço algo, sinto como se fosse mais eu, mais Jackson Wang — mais mostrando minhas verdadeiras cores.”

Jackson Wang merece completamente o título de multi-habilidoso. Ele é um K-pop Idol internacional, um fashion influencer, fundador da Team Wang e um cantor solo de sucesso que continua a explorar e expandir sua maestria pessoal.

Depois de convencer seus pais a o deixarem tentar a audição e treinar para uma companhia de entretenimento coreana ao invés de virar um campeão júnior de esgrima (Que, em fato ele fez💁‍♂️), ele debutou como um carismático rapper no grupo de Kpop explosivo da JYP, GOT7, e imediatamente conquistou seu caminho até o coração dos fãs com seu talento e humor abundantes.

Depois de escrever e compor várias músicas com GOT7 (exemplo, Boom x3), Jackson começou a lançar suas primeiras músicas solo, Papillion e Okay em 2017 com sua companhia Team Wang. Na segunda metade de 2019, ele participou de Head in the Clouds II de 88rising e lançou seu álbum de debut, Mirrors.

O que mais aprendi ao seguir sua jornada? Entre as viagens constantes (antes do coronavírus, é claro) e as diferentes áreas de trabalho em que ele está envolvido, esse homem não deve dormir nunca! Mas depois da nossa entrevista por telefone, ficou profundamente claro que ele ama cada segundo do que ele faz — e não desistiria por nada no mundo.

O último lançamento de Jackson se chama 100 Ways, que é visualmente expresso por uma história encantadora inspirada na China Antiga.

Quando eu pedi para que ele me dissesse uma linha que descreva a mensagem da música (para aqueles que ainda não ouviram), ele respondeu cantando melancolicamente, “Mas eu sou o único que você precisa”.

(Para quem não sabe, a letra completa é: “Existem cem maneiras de deixar seu amor, eu não esperarei nem mais um minuto, cem maneiras de deixar, mas eu sou o único que você precisa”)

No videoclipe, ele faz o papel de um guerreiro que revive e trás seu amor de volta para a vida para dizer a ela que eles são destinados a ficarem juntos para sempre.

Spoiler: Eles dançam seus sentimentos (tão emocionante!) e então voltam para a pós-vida juntos. O amor prevalece!

Mas a real mensagem da música — apesar da história fantástica — é que nós *não podemos* controlar o tempo e o amor.

Jackson: Estou tentando deixar implícito que existem vários elementos na vida que nós não podemos controlar, especialmente o tempo e o amor. Eu, como um personagem no videoclipe, felizmente posso controlar os dois. Eu sou esse personagem que não pode expressar meus sentimentos para meu amor na minha primeira vida, então eu superei o tempo e a vida para renascer e dizer para ela que “eu sou o único que você precisa”. Também na letra, eu digo para ela o quanto ela significa para mim. (“Mas se você estiver pronta, eu darei tudo de mim”) e eu queria saber se ela sente o mesmo. (“Você poderia me amar igual?”)

O videoclipe também serve como um veículo para que Jackson possa compartilhar parte de sua cultura — um núcleo, sempre presente em seu trabalho.

Jackson: Eu amo aprender sobre outras culturas e também amo compartilhar a minha cultura, por isso eu decidi expressar essa música em uma história de amor chinesa antiga. Nossa coreografia representa a tensão e a energia do nosso amor na nossa pós vida e na nossa primeira vida. Nós escolhemos um ao outro e estamos felizes de poder voltar para a pós vida juntos, conquistando o tempo e encontrando o amor.

Com apenas alguns dias para criar o conceito do videoclipe e criar toda a coreografia do zero, Jackson se juntou com colaboradores conhecidos: Kinjaz, um ícone lendário da Cultura de Dança Asiática e Daniel Cloud Campos, um lendário b-boy e diretor criativo.

Jackson: Eu trabalhei com eles no meu último álbum, Mirrors, em diferentes canções — mas para esse lançamento, eu estava muito curioso se conseguiríamos todos juntos criar uma música. Uma obra de artes seria criada e era isso que eu tinha em mente. Nós nos juntamos e filmamos a Ásia. Nós somos amigos próximos, como uma família — então não pareceu que estávamos trabalhando. Parecia uma reunião de família, mas com várias coisas desafiadoras. Nosso tempo era muito limitado. Nós tivemos entre dois e três dias para preparar todo o videoclipe — nós tínhamos que criar uma coreografia do zero, então foi muito difícil. Mas no fim do dia, nós conseguimos e estamos todos satisfeitos com isso. É uma obra de arte que iremos lembrar para a vida.

100 Ways representa outro passo em sua jornada musical, conforme o tempo passa, ele está mais confiante de que você irá ouvir (e ver!) um artista que cada vez mais representa Jackson Wang.

Jackson: Em termos de estilo, tudo o que eu lancei no passado é algo mais hip-hop/rap, mas conforme o tempo passa, eu estou me conhecendo melhor. Sempre que eu lanço algo, parece que é mais como eu, é mais como Jackson Wang — está mostrando mais as minhas verdadeiras cores. Eu já fiz muitos rap e em programas de variedade chineses eu fiz várias canções R&B, então eu me encontrei no meio. A cada lançamento, eu continuarei evoluindo.

Mas algo que é constante é sua apresentação, “Eu sou Jackson Wang da China” — e como eu sou fã disso, eu perguntei o motivo pelo qual ele se apresenta assim.

Jackson: “Não é intencional, mas eu quero que as pessoas saibam disso pois eu sou asiático e eu sou dessa parte do mundo, China. Eu estou aqui e estou tentando compartilhar minha história e cultura, e tudo o que eu faço no mundo Ocidental. Eu tenho orgulho do meu país.”

Já sobre sua contínua parceria e trabalho com coletivos musical global, 88rising, Jackson disse o seguinte: “É um outro nível. Nós somos uma família, estamos todos nessa crew. Especialmente com 88rising, nós temos o mesmo objetivo: representar nossa cultura e difundi-la pelo mundo ocidental, e nós fizemos com que várias pessoas percebessem que nós asiáticos lançamos várias coisas e estamos trabalhando duro também. É mais do que uma relação de trabalho.”

Entre gerenciar a Team Wang, produzir e lançar novas músicas e participar de todos os outros compromissos que ele tem, Jackson está inspirado a continuar em frente graças à sua paixão e visão.

Jackson: “No Kpop está tudo bem com as coisas em grupo e comebacks, e nós estamos todos trabalhando duro por isso, mas ao mesmo tempo, eu estou trabalhando duro pelo meu solo. O tempo é limitado, você só tem 365 dias por ano. Eu preciso equilibrar os dois lados, então é difícil, mas no final do dia é algo que eu amo e insisto em fazer e continuo em frente pois é minha paixão e visão.

A diferença é que muitas pessoas podem estar trabalhando e elas podem não curtir todo dia, mas ainda trabalham por isso. É muito diferente de amar seu trabalho, pois quando você ama algo, você não ficará cansado, você apenas irá continuar indo além e além e você está apenas tentando ser naturalmente perfeito. É assim que eu estou vivendo todo dia.”

Por esse motivo, arrependimento não está em seu futuro.

Em seu vídeo de 30 perguntas, ele disse que seu maior medo era “arrependimento” — então eu perguntei se algo havia mudado para que ele superasse esse medo. Ele respondeu, Eu recebo várias opiniões e comentários, mesmo no time, mas no final do dia, eu sumarizo o que eu estou procurando. Eu confio em mim mesmo, entende? Eu sigo minha visão. Eu acho que essa é a única maneira de superar arrependimentos — pois se você faz a escolha por si próprio, você não vai se arrepender. Pois você que escolheu e você é responsável por isso. Ao invés de ouvir outras pessoas e cometer erros.”

Agora nós obviamente sabemos que 2020 é e continuará a ser um ano estressante conforme o mundo lida com as ramificações do Coronavírus — mas Jackson mantém uma postura positiva sobre sua próxima música e espera que a música atual possa trazer um pouco de alegria para a vida das pessoas.

Quando perguntamos sobre seu próximo álbum, potencialmente seu álbum arquivado Journey to the West, Jackson respondeu rapidamente: “Meu álbum definitivamente vai sair esse ano, mas nós ainda estamos organizando o tempo pois os compromissos são em todos os lugares. Nós definitivamente conseguiremos produzir uma obra de arte e vai ser algo especial.”

Jackson: “É realmente um momento ruim e triste, pois o vírus é algo muito sério — eu só espero que todos continuem fortes e saudáveis, usem máscara, lavem as mãos e tentem não ficar em lugares aglomerados. Eu só quero dizer que eu estou virando uma pessoa e artista melhor com minha música e eu espero poder trazer alguma alegria para a vida das pessoas que estão em casa e fazer com que sorriam ao menos uma vez, entende? eu espero que todos fiquem fortes e que a gente possa lutar contra isso.”

Por fim, tiveram duas perguntas aleatórias que eu fiz e não tinham nada a ver com o resto da entrevista (não me @):

Qual foi a última coisa que você fez pela primeira vez?

Jackson: “Tomar uma colher de mel toda manhã.”🍯

Qual foi a melhor e a pior compra que você já fez?

Jackson: “Melhor: Eu comprei um umidificador para meu quarto e ele ajuda na minha garganta.” 💦

“Pior: Eu comprei essa jaqueta dessa marca e cerca de um mês depois eu assinei um contrato com a Fendi, então não pude usar, então está aqui sozinha — muito solitária — no canto do armário.” 🧥

Obrigado por conversar conosco, Jackson! Escutem 100 Ways agora!

Fonte: BuzzFeed
Tradução: Gabi
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Outros

Jinyoung do GOT7 agradeceu a seu companheiro de grupo Jackson, Junho do 2PM

Jinyoung do GOT7 agradeceu a seu companheiro de grupo Jackson, Junho do 2PM e a equipe da JYP Entertainment pelo apoio!

Em 7 de abril, ele compartilhou uma série de fotos em seu feed no Instagram que mostravam os caminhões de café que ele recebeu para vários projetos.

Jinyoung está atualmente trabalhando no próximo drama da tvN, When My Love Blooms (Quando meu Amor Florescer). Ele compartilhou uma foto do caminhão que Jackson enviou com a mensagem “Obrigado”. Os banners no caminhão diziam: “Jinyoung, estou sempre apoiando você. Mas certifique-se de sempre cuidar bem da sua saúde! ” e “Para todos os funcionários que estão trabalhando duro, espero que vocês permaneçam saudáveis! E obrigado por amarem o nosso Jinyoung. Por favor, continuem cuidando dele no futuro. When My Love Bloom, pra cima, vamos, vamos!” De Jackson Wang.

Ele também recebeu apoio da JYP Entertainment e compartilhou uma foto em frente a uma faixa que dizia: “Obrigado a todos do elenco e equipe que trabalham duro no drama When My Love Blooms! Por favor, aproveitem. Da Divisão 2 do JYP.

Jinyoung também recebeu apoio do companheiro de empresa, Junho do 2PM para seu próximo filme “O Anjo por fora, O Diabo por dentro” (título provisório, também conhecido como Yacha). Junho aplaudiu Jinyoung e seu colega de elenco, Sol Kyung Gu, e enviou os banners: “Sol Kyung Gu, boa sorte! E por favor, apoiem Jinyoung também! ” e “Boa sorte para todo o elenco e equipe de ‘O Anjo por fora, O Diabo por dentro. De Junho do 2PM”.

Fonte: Soompi
Tradução: Jacke
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Outros, Variedades

Taeyeon do Girls’ Generation e Jackson do GOT7 uma vez tiveram uma interação que aqueceu nossos corações

Taeyeon do Girls’ Generation foi uma das convidadas para um episódio de Please Take Of My Refrigerator. Jackson do GOT7 era um dos apresentadores do episódio.

Começou com os apresentadores vendo a geladeira de Taeyeon, onde eles viram alguns morangos. Jackson decidiu provar alguns desses morangos.

Taeyeon: Eu gosto muito de blueberry e morangos. Está tudo bem em comer sem lavar?

Jackson pareceu gostar dos morangos, onde ele é visto constantemente segurando-os.

Jackson: É gostoso
Apresentador: O que você está fazendo?
Jackson: Eu quero pegar!

Taeyeon conta para Jackson que os morangos foram dados pela SM Entertainment. Isso deixa Jackson mais animado para comer mais um morango.

Taeyeon: Minha companhia que comprou.
Jackson: Sua companhia que comprou? Então vou pegar um

Taeyeon eventualmente desiste e dá os morangos para Jackson.

Apresentador: Taeyeon, está quase acabando.
Taeyeon: Você pode comer tudo

Jackson não fica encabulado e aceita sem hesitação.

Durante outro segmento, Jackson diz para os outros que ele acredita que não é muito popular.

Pergunta: Jackson, você não tem fãs?
Jackson: Eu quero ter

Taeyeon é rápida em defender Jackson, onde ela o elogia.

Taeyeon: Aqui está sua fã

Jackson não conseguiu não se sentir energético e feliz com o elogio de Taeyeon.

Aqui está o vídeo completo! (Legendas em inglês)

Fonte: Koreaboo
Tradução: Gabi
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Noticias

Assista Jackson Wang transcender a morte em 100 Ways

O novo single do rapper chinês é uma faixa deep house sobre um amor perdido.

Screen-Shot-2020-03-20-at-10.25.37-am-960x544

O rapper e cantor chinês Jackson Wang retorna como um guerreiro no vídeo de tirar o fôlego para seu mais novo single 100 Ways. A canção veio logo após seu álbum de 2019, Mirrors.

O vídeo para 100 Ways se passa na China antiga e começa com um grupo de quatro soldados realizando um misterioso ritual ao redor de um túmulo no meio de uma floresta escura. Após concluído, o “feitiço” ressuscita Wang, um rei morto. Os soldados o ajudam a montar sua armadura antes de embarcarem em uma jornada através da floresta até um segundo túmulo embaixo de uma bela árvore; Wang realiza o misterioso ritual dessa vez e ressuscita seu amor a muito tempo perdido. O casal flutua através de uma bela coreografia, felizes de finalmente poderem estar juntos, antes de voltarem juntos para um único túmulo. O elemento mais poderoso do vídeo é a iluminação, que muda de maneira a adicionar mágica e mistério à história inteira.

100 Ways mantém seu instrumental mínimo, mas complexo, misturando deep house com um misterioso som de flautas, sintetizador e trap. Na letra, Wang expressa que ele quer ser o único para seu amor, prometendo dar carinho o máximo possível; “É a última chamada/ Mas se você estiver pronta, eu darei tudo de mim/ Por você, por você/ … Você poderia me amar da mesma maneira/ Me diga o que te faz ficar/ Existem cem maneiras de deixar seu amor/ eu não irei esperar nem mais um minuto/ 100 maneiras de deixar/ Mas eu sou o único que você precisa.

Fonte: Rolling Stones
Trad.: Gabi

Não compartilhar sem os devidos créditos!

Noticias

Jackson Wang dá o pontapé inicial de seu segundo álbum com 100 Ways

Jackson Wang se levantou… literalmente. O cantor/rapper nascido em Hong Kong lançou seu novo single solo, 100 Ways e seu vídeo clipe cinemático.

O visual oficial, dirigido por Daniel Cloud Campos, demonstrou um pouco da cultura tradicional Chinesa e começa com um grupo de soldados em uma floresta, que realizam um ritual para fazer com que Jackson levante-se de seu túmulo. Então eles o equipam com armaduras conforme viajam pela floresta até outro túmulo — o de seu a muito tempo perdido amor. Ao lado dos soldados, ele faz um ritual que a faz levantar dos mortos.

Apenas para mostrar quão poderoso o amor pode ser! Em fato, em um post em suas mídias sociais depois do lançamento do vídeo, Jackson disse “o amor perfeito vence todos os medos!”

Na canção digna de ser dançada 100 Ways, Wang canta no refrão, “Existem cem maneiras de deixar seu amor/ eu não irei esperar nem mais um minuto/ 100 maneiras de deixar/ Mas eu sou o único que você precisa.”

100 Ways dá o pontapé inicial do segundo álbum solo do integrante do GOT7, e ele explicou a Billboard em uma entrevista sobre a sua nova canção, “Assim como eu amo aprender sobre outras culturas, amo compartilhar a minha própria cultura. Eu sempre digo ‘Eu sou Jackson Wang da China’ e eu quero que as pessoas saibam mais sobre a cultura em nosso mundo. É por isso que eu escolhi expressar todo esse conceito em uma história de amor antigo da China. Eu sou esse personagem que tem esse amor, mas não podíamos ficar juntos na minha primeira vida. Ele supera o tempo e a vida para a encontrar novamente e dizer a ela as letras, ‘Eu sou o único que você precisa’, o quanto ela significa para ele e que ele precisa saber se ela sente o mesmo.”

Confira acima o vídeo clipe de 100 Ways de Jackson Wang.

Fonte: iHeartRadio
Trad.: Gabi

Não reproduzir sem os devidos créditos!

Outros

GOT7 anonimamente nomeia os membros com mais chance de passar vergonha em frente de uma crush, e depois o imita

GOT7 revelou qual membro é mais propenso a se envergonhar na frente de seu crush!

Em uma entrevista lançada recentemente pela Billboard, o GOT7 participou de um jogo no qual eles deveriam falar sobre os outros membros. Os ídolos provaram quão bem eles se conheciam ao serem unânimes nas respostas de mais de uma pergunta – por exemplo, todos os membros (inclusive o Jackson!) escolheram Jackson como o que mais tinha chances de esquecer as letras das músicas.

Todos os membros do GOT7 também unanimemente concordaram que JB era o membro com maior chance de passar vergonha na frente de um crush – até o JB mesmo. O Mark e o Jackson explicaram em coreano, “Tem alguém no nosso grupo que passa dos limites.” Os incontroláveis ataques de riso asseguravam – tanto quanto a insistência do Bambam e do Mark que Jackson imitasse o comportamento humilhante do JB – pareceu indicar que suas respostas eram baseadas na vida real, com o Jackson acalmando o JB dizendo, “É fofo, é fofo.”

Mesmo o JB dando autorização para que o Bambam o imitasse, o rapper pareceu perdido por não saber o que fazer, perguntando, “O que ele faz?” Mark veio ao resgate sussurrando em coreano, “Dance, Dance.” Jackson e Jinyoung imediatamente caíram na risada e JB respondeu” Ah, isso.” Jackson então continuou fazendo os outros membros rirem com a sua melhor imitação do JB dançando em frente a sua crush.

Veja a imitação hilária do JB feita pelo Jacskon – e as repostas do GOT7 para as outras perguntas – no trecho abaixo!

Fonte: Soompi
Tradução: Fhelena
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Entrevistas

Revista Esquire – Junho de 2019

Wang Jia Er: Se você gosta (do que você está fazendo), então você não se sentirá cansado

A jaqueta justa cobria Wang Jia Er, dando-lhe um olhar expressivo e delicado. Mesmo que os pulmões parecessem esmagados com o ar poluído no set, ele cooperou e trabalhou incansavelmente. Sua personalidade sincera e direta contribuiu para a boa impressão que todos no set tinham sobre ele. Eu perguntei a ele, “Tem alguma coisa que você gostaria de dizer aos leitores desta revista? – um público que tem uma boa diferença de idade de seus fãs”, Wang Jia Er parou para organizar sua expressão em mandarim: “Esse rapaz aqui só quer dizer pra você lidar com seu trabalho seriamente, pois você não vai se arrepender”.

Com dezesseis anos, Wang Jia Er decidiu não continuar com sua carreira de esgrima e se jogou na profissão da música, a qual ele gostava. Naquele ano, ele ganhou a medalha de ouro no Sabre de cadete para meninos no Ásia Junior e no campeonato de cadetes esgrimistas, e ganhou a oferta de uma bolsa de estudos de uma universidade americana. Se ele tivesse seguido o caminho definido, ele poderia totalmente ter progredido na escola e nos esportes, e continuado a lidar com a vida que a maioria das pessoas na idade dele invejavam. Andando na linha do tempo seis anos antes, quando Wang Jia Er tinha dez anos, ele foi influenciado pelo seu pai. Desde juntar-se a um clube de interesse para embarcar em sua carreira de esgrima, ele rapidamente entrou no sistema de treinamento juvenil profissional. Assim como seu pai, que era treinador do time de esgrima de Hong Kong, ele escolheu Sabre como  a modalidade de especialização. Tal pai, tal filho.

Dentro de alguns anos, ele se tornou o Campeão Júnior Asiático, Campeão de Hong Kong, Campeão Nacional … Assim como as coisas progrediram naturalmente, uma voz de repente ressoou: só posso pedir desculpas à esgrima, pois música é algo que eu sempre quis fazer, é meu sonho.

Quando ele era um atleta, seja quando estivesse praticando ou relaxando, Wang Jia Er tinha o hábito de estar de fone de ouvido, a música dava a ele uma mentalidade diferente. Antes das competições, aquelas melodias que entraram na sua cabeça fariam sua performance excepcionalmente boa; mesmo em um dia normal, música sempre foi o melhor jeito de mantê-lo equilibrado durante o treino cotidiano. Ele gosta e confia na música, e naturalmente ele não poderia estar separado dela, nem mesmo por um minuto. “Eu comecei a fazer algumas melodias e coisas no computador.” “Por que eu mesmo não tento?” O resultado de tentar é que ele não conseguia parar de fazer. Quase todas as pessoas em sua volta foram contra sua decisão de desistir da esgrima e seguir a carreira como músico. “Precipitado”, “Atrevido”, e ainda “não valoriza as coisas”, todos os tipos de opiniões envolta dele de todas as direções.

“Eu quero dizer que, na verdade, todos vocês estão certos, mas a vida é minha. Vocês conseguem sentir a minha alegria? Se um dia quando eu envelhecer eu tiver que dizer para meus netos que o avô deles um dia teve essa oportunidade… Eu desabaria pensando em um futuro assim. Não posso aceitar isso. Mesmo se eu fracassar, devo afundar por conta própria , porque só assim terei a coragem de começar tudo de novo.”

Depois de nove anos, Wang Jia Er mais uma vez compartilhou sobre sua decisão de vida, a qual ele passou sete meses para se convencer, ele ainda parecia emocionado e animado: Quando enfrentou as opções que eram incertas, escolher não acreditar em si mesmo é definitivamente algo que você poderá se arrepender por toda a sua vida. O Wang Jia Er de 16 anos de idade era como qualquer outro garoto jovem, ele também estava perdido em tomar decisões. No entanto, havia mais uma coisa que era clara – quando tenho certeza de que não posso decidir, sou ainda mais incapaz de discernir a razão das opiniões das pessoas.

De outro ponto de vista, essa é a primeira experiência na vida de Wang Jia Er onde ele convenceu seus pais a aceitarem suas decisões. “Eu acho que, não importa se você está com 25, 35 ou 45 anos, você ainda será uma criança aos olhos dos seus pais. Todos os pais no mundo podem ser os mesmos, eles amam seus filhos, fazem o melhor usando suas experiências de vida para evitar os riscos para seus filhos, e quando seus filhos querem embarcar em um desafio, pais ficam relutantes a deixarem seus filhos encararem os riscos por conta própria.” Esse processo difícil de convencimento levou sete meses, e foi elaborado e rigoroso, e a parte mais importante foi deixar naturalmente seus pais ouvirem seus planos para o futuro.

Você ainda se lembra do momento em que eles concordaram? “Eu acho que eles ficaram comovidos com os meus planos. Então eles perceberam que para manter uma paixão tão forte assim eu não tinha decidido aquilo no calor do momento.” Deixar-se entender que não há ponto final para um “eu”, de acordo com a expressão de Wang Jia Er, é absolutamente necessário na vida.

Mesmo que haja poucas oportunidades para ele pisar novamente na pista de quatorze metros, a esgrima deixou uma marca forte em Wang Jia Er. Independentemente se foi uma interação no local, um improviso no palco, ou mesmo em todos os aspectos de sua vida, seus pensamentos são claros e as reações são rápidas. Este não é um jovem que permanece nos trilhos e observa os padrões convencionais. No entanto, ao mesmo tempo, ele cumpre e obedece os princípios básicos em todas as situações. À medida que aumenta o número de decisões que ele tem de fazer em um flash durante a competição, as estratégias que ele usava também aumentavam, o que o ensinou a transformar respostas efetivas para eventos repentinos em hábitos. “Depois que eu entendi o jogo básico e as regras, pensei comigo mesmo, por que deve ser assim? Que tal tentarmos isso? Dentro das regras, existem inúmeros meios justos para se jogar.” Isso explica muito bem porque ele ficou no pódio mais alto pouco depois de começar a treinar. Um esgrimista que jogou usando seu cérebro e foi impulsionado por um grande histórico familiar está destinado a brilhar nas competições.

“Depois que eu comecei como esgrimista, passei a acreditar em mim mesmo completamente.” Ganhar não necessariamente fez Wang Jia Er feliz, ele aceitou todos os resultados que vieram depois que ele trabalhou duro, “se eu fiz o meu melhor, estou bem mesmo perdendo. Mas se ganho por sorte, isso não me deixa feliz.”

Ele entendeu isso desde que ele era pequeno: Na maioria dos eventos esportivos ou em vários tipos de trabalho, o primeiro lugar não é o adversário mais forte que não pode ser derrotado, “Por exemplo, as competições de esgrima que eu participei, os primeiros 20 atletas são, sinceramente, não muito diferentes. Quem ganha ou perde depende de seu desempenho real, sua condição é provavelmente mais importante “.

Ganhar é importante?

Trabalhar duro é o que é importante.

Cansaço é fruto de trabalho duro?

Existem dois tipos de cansaço: físico e mental. Existem riscos em tudo, seu corpo e sua mente poderão se cansar, mas eu gosto, é o processo.

Diferente de outros ídolos jovens que têm em torno a mesma idade dele, Wang Jia Er não evita nenhum tipo de pergunta, e não se importa das pessoas a sua volta zombando-o  por causa de seu “pobre Mandarim”, ele apenas educadamente se recusou ao desafio de trava-línguas no local: eu prefiro não fazer, não consigo. Pode-se observar que ele tem trabalhado duro para melhorar seu mandarim num nível alto o suficiente que possa ser bem entendido pelas pessoas e lidar com diversas situações e necessidades nesses dois anos. Enquanto falávamos, ele mencionou alguns ditados e parábolas antigas, inconscientemente.

Esse rapaz, que desistiu de seu caminho acadêmico e atlético e trata a música como a parte mais importante de sua vida, um sonho que não estava preenchido em seu coração. Wang Jia Er falou sobre a oportunidade de atuar em um filme no futuro, “se houver uma oportunidade de filme que combine comigo, não vou perder. Mas é claro, minha identidade ainda é de cantor”, para fazer bem como cantor e não decepcionar suas metas iniciais. Sem sombra de dúvidas, o gênero de filme que ele mais gosta é ação. Seria melhor se fosse um filme de ação criminal, do tipo em que as cenas de luta são muito intensas e os dublês são usados o mínimo possível, esse é seu filme dos sonhos.

Q: Você já pensou que poderia ter uma história romântica e amorosa que provavelmente se encaixaria com você no futuro?

Jackson: Eu só posso dizer que, não é isso que eu quero, o que eu quero é audiência me vendo no cinema e gritando, “Uau!” Esse tipo de filme

Q: Já pensou em como você pode convencer sua empresa a permitir que você realize esse sonho?

Jackson: Quando a oportunidade surgir, posso pensar quando eu convenci meus pais aos 16 anos (do meu sonho de ser cantor), eu acho que será muito mais fácil.

Atualmente, na maioria dos casos, Wang Jia Er está apenas considerando como melhorar sua música, e ele lida com a composição, o estúdio de gravação, a mixagem, o MV e tudo, independente de sua significância. A nova geração de músicos é mais completa, e é talvez devido ao fato de que as coisas que eles enfrentarão e devem enfrentar estão aumentando com o passar do tempo. “Completar a música é apenas metade do processo, a outra metade é promover. Mesmo que algo realmente artístico tenha sido feito, mas e ninguém assiste…Você entende no que isso vai resultar.” Para um cantor, fazer uma música é permitir-se ser movido pela melodia primeiro. Ninguém na Terra entenderá a música em cada pequeno detalhe tanto quanto a cantor, “Ninguém mais entenderá a história escondida dentro da música, do MV mais do que eu.” A indústria atual criou uma parte relativamente cruel que vem depois do segmento de composição – Ninguém vai gastar mais de 10 minutos para outra pessoa explicar seu trabalho. A dureza da escolha pode não ser necessariamente uma coisa ruim.

Sobre o tema das tendências, Wang Jia Er é respeitoso, mas não segue cegamente. Afinal, em seu livro de regras de sobrevivência, seguir o que tá na moda não se enquadra nos fundamentos básicos, “Eu acho que não há nada de ruim em seguir as tendências, também é uma escolha. Mas se um cantor decide seguir tendências, isso significa que, enquanto ele está na indústria, ele tem que garantir que ele faça parte disso”. Talvez, ser ele mesmo e é a decisão mais inteligente, aumentando sua singularidade, ele também permite que seus seguidores imediatamente reconheçam que esta é uma canção de Wang Jia Er. Ao mesmo tempo, ele também se preocupa com a gravação de sua nova música. Ele está preocupado com a diferença em sua expressão pessoal e a vontade de sua equipe, um problema que ocorrerá naturalmente depois que ele passar de um herói individual para um ídolo público. Felizmente, ninguém pode superar a perseverança em seu coração e a capacidade de sua resistência à pressão.

“Se você gosta de algo, você não vai achar difícil, cansativo ou desafiador. Há riscos para tudo, mesmo com os jogos você tem que se preocupar com sua postura ficar ruim e a visão piorar … Certo?” Ele neutralizou um assunto um pouco sério, jogando-o para baixo.

Depois de comemorar seu aniversário de 25 anos, Wang Jia Er discutiu mais sobre como manter sua ambição e seguir suas próprias decisões ainda mais. Manter a ambição parece querer liberar os desejos de cada um a qualquer momento, mas é mais parecido com uma linha que apareceu no filme de Wong Kar-wai “O Grande Mestre”: Seja sempre progressivo na maneira como você pensa e nunca pare, nem por um tempo. Ao mesmo tempo, seguir suas próprias decisões é aceitar que suas falhas são feitas no topo da base de suas decisões. Do ponto de vista de um espectador, é incerto o quanto de talento inato pode ajudar esse rapaz, considerando que os aspectos importantes de sua vida foram combatidos por ele mesmo.

Depois de inúmeras rodadas de conversa franca e expressão direta, Wang Jia Er parou de repente, não para organizar sua expressão mandarim, mas para dizer seriamente: eu falo sobre mim mesmo porque espero que minha história possa ser referência para outra pessoa. Espero que as pessoas que leem esta história possam ser elas mesmas e estejam mais próximas da pessoa que elas esperam ser. Ninguém pode ser responsável pela vida de outra pessoa, nenhum ambiente pode se parecer com uma pessoa. 

Fonte: Jackson Wang Global
Tradução: Jacke
Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!

Outros

Alerta: Prova de que o GOT7 sempre será o grupo mais sexy de K-pop

1

Já se foram os dias em que o K-pop era só sobre conceitos fofos e bonitinhos, porque, aparentemente, ídolos sexys do K-pop estão tendo o seu momento também! Embora ainda sejamos atraídos por garotos bonitos, é difícil ignorar esses ídolos sexy que sabem nos ganhar com apenas uma piscada! E nosso atual grupo favorito sensual é ninguém menos do que os sete integrantes do grupo GOT7 da JYP Entertainment,  composto por JB, Mark, Jackson, Jinyoung, Youngjae, Bambam e Yugyeom.

Roubando a cena em Janeiro de 2014, os meninos do GOT7 imediatamente chamaram a nossa atenção por causa de suas performances que mostram o quão completos eles são. De seus movimentos de dança bem coreografados a seus vocais irresistíveis, esses meninos sabem completamente como fazer qualquer fã desmaiar. E quando eles anunciaram que  irão retornar a Manila em 26 de outubro no Mall Of Asia Arena em  sua turnê, Keep Shining 2019 World Tour, nós sabíamos que o fandom Ahgase não iria querer perder a chance de encontrar esses sexy oppas!

Mas por enquanto, passe pela nossa galeria e confira os momentos mais sexys de cada membro que fizeram a gente derreter!

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

Fonte: LifeStyle
Tradução: Jacke

Revisão: L.M.S
Não reproduzir sem os devidos créditos!